10 coisas que o minimalismo pode mudar na sua vida

1. Menos estresse

Ter menos posses significa ter menos coisas para se preocupar; você não só terá menos coisas para pagar, como também para cuidar.

Todos nós sabemos como é prazeroso ter um espaço livre da desordem. Sua vida ficará muito mais calma, com menos coisas pelo caminho.

2. Ter mais tempo e ser mais produtivo

Menos posses significa menos distrações e mais tempo para ser gasto em coisas que realmente importam.

Passar o tempo com seus amigos, familiares e entes queridos, fazer uma caminhada despreocupado, jardinagem, meditação, exercício, yoga, aprender novos idiomas, etc.

Todas essas coisas podem enriquecer a sua vida mais do que um videogame novo ou roupas que usará uma vez na vida.

3. Melhor para o Meio Ambiente

Quanto menos tiver, menos temos que jogar fora ou substituir. Consumismo está causando grandes estragos no meio ambiente, desse modo, o enxugamento de nossas vidas podem fazer uma grande diferença para o planeta.

Não só evita contribuirmos para aterros de lixo, mas diminui a quantidade de produtos que estão sendo produzidos, o que significa menos recursos sendo gastos e menos poluição no ecossistema.

E isso necessariamente não tem nada a ver com uma piora na economia, os países que investem mais em economia verde estão cada vez melhores economicamente. Pois a área de serviços já supera grandemente a de produtos acabados.

4. Capacidade de viver em um espaço menor

Além do tamanho médio das casas terem aumentado nos últimos 40 anos, muitos lares ainda não têm espaço suficiente para armazenar todos os pertences de seus donos.

Garagens são preenchidas com coisas em vez de carros e o uso de instalações de armazenamento está em seu ponto mais alto.

Se você não precisa de um grande espaço para armazenar todos os seus pertences, você pode ter uma casa menor, e consequente economizar com isso e ter focos mais altruístas na vida.

minimalismo1-1024x640

5. Mais liberdade financeira

Menos material significa menos dívida e, portanto, mais dinheiro. Só é preciso uma mudança de perspectiva para perceber que talvez esse novo telefone, ou essa nova camisa não seja assim tão importante.

Esse dinheiro pode ser melhor gasto em cultivar uma dieta saudável, estilo de vida para si e sua família, viajar o mundo e também poupar.

6. Referencial de bom exemplo

Uma abordagem minimalista na vida define um grande exemplo para as pessoas ao seu redor, incluindo seus filhos, familiares e amigos. Se as pessoas percebem que você está realmente bem sem tantas coisas, eles podem ser inspirados a começar a reduzir também.

Nós precisamos ser a mudança que queremos ver no mundo e esta é uma maneira de fazê-lo. Ao invés de pregar a mudança, mostrá-la.

Seja um modelo positivo para os seus filhos e para sociedade em geral e mostra-lhes que não precisamos acumular coisas para ser feliz.

Não precisamos seguir padrões de consumo estipulados socialmente. É importante que as crianças saibam que podemos escolher como queremos viver nossas vidas.

7. Não se sente amarrado ou sobrecarregado

Em muitos momentos na vida surgem oportunidades de crescimento e mudanças que nos fazem sentir vivos e nos lançar ao mar, mas quando se tem um estrutura física muito densa, muitos pertences, essa mudança se torna difícil e complicada.

Nos pegamos em decisões de, onde vou colocar minhas coisas, meus objetos, ficará mais caro eu pagar para guardar tudo isso do que a vantagem que terei com essa nova experiência.

Assim acabamos ficando onde estamos e acumulando mais, e quanto mais acumulamos mais presos ficamos nesse redemoinho que nos impedem de sair da velha zona de conforto e nos lançar a novas experiências que nos fariam sentir mais vivos, motivados e felizes.

minimalismo2

8. Comparação nos faz consumir

“Ninguém vai se levantar em seu funeral e dizer: Ele tinha um sofá tão grande, bonito e confortável”

Isto é tão verdadeiro, mas em nossa sociedade, se não temos o que outros tem nos sentimos inadequados ou menos do que eles de alguma forma.

Como resultado, estamos constantemente em busca de comprar mais, para impressionar os outros.

Isso é realmente importante na imensidão da vida? Esta é uma grande questão a se perguntar.

9. Passado

Às vezes sentimos a necessidade de guardar coisas que só servem para nos lembrar do passado – coisas que já não importam e que são muitas vezes estão ligadas a memórias infelizes.

Por que sabotar a nós mesmos dessa maneira? Passado é passado; deixa-o lá.

E tudo é mutável, inclusive seu passado. Quando você tinha 10 anos como via seu passado de 9 anos? Quando tinha 15 anos, como via seu passado de 9 anos? Agora como vê seu passado quando tinha 9 anos?

Nós mudamos nossa percepção do passado a cada experiência nova que vivemos. Qual passado é o real de quando tinha 9 anos? O que vê agora, o que via com 15 anos ou o que via com 10 anos?

Não a resposta a esta pergunta e não existe um passado fixo.

10. Mais Felicidade

Quando você vê os benefícios de todos os pontos anteriores em sua vida, provavelmente, você se sentirá mais feliz.

Mais importante, você vai perceber que não necessita de excessos para ser feliz. Um estudo revela que as experiências vividas trazem mais felicidades que as coisas que temos .

Como Jim Carrey disse uma vez:

Eu gostaria que todos pudessem ficar ricos, famosos e ter tudo o que sempre sonharam para que possam ver que essa não é a resposta para felicidade.

TEXTO ORIGINAL DE YOGUI

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS