10 homens famosos que estão derrubando estereótipos sobre saúde mental

Por Lindsay Holmes

Cerca de seis milhões de homens nos Estados Unidos são diagnosticados com depressão todos os anos, ainda assim, muitos deles evitam buscar tratamento.

Uma análise de 2015 também revelou que homens são mais propensos a não falar sobre o assunto caso tenham pensamentos suicidas.

Essa aversão em buscar ajuda pode ser provavelmente explicada pelos estereótipos envolvendo transtornos mentais e, quando se trata dos homens, pela noção (muito equivocada) de que problemas de saúde mental são sinais de “fraqueza” e não pertencem ao mundo masculino.

Mas muitas celebridades estão mudando isso. Confira abaixo os depoimentos de alguns defensores da saúde mental. Além de acabar com a ideia de que problemas de saúde mental são motivo de vergonha, eles estão ativamente mudando a percepção de que homens que falam sobre isso não são “durões”. Se você quiser saber nossa opinião, isso sim que é coragem.

Zayn Malik
zayn malik

O cantor cancelou recentemente sua apresentação no Capital Summertime Ball, no Reino Unido, devido a problemas de ansiedade. Malik explicou o transtorno em um post no Twitter e no Instagram, pedindo desculpas aos fãs.

“Infelizmente, minha ansiedade, que tem me assombrado nos últimos meses antes de apresentações ao vivo, consumiu minha melhor parte”, escreveu em um comunicado. “Com a magnitude do evento, sofri a pior ansiedade da minha carreira.”

Wayne Brady
wayne-brady

Depois da morte do ator Robin Williams, em 2014, Brady se abriu sobre o estigma envolvendo a doença mental e sobre sua própria experiência no programa de TV Entertainment Tonight.

“Levei um tempo para conseguir dar o passo, ‘mas, sabe de uma coisa? Se você não está feliz, tem de fazer algo sobre isso’”, disse. “Só o fato de admitir que você está se sentindo dessa forma é um passo enorme. Admitir aquilo para dizer: ‘Por que me sinto para baixo?’ Por que me sinto infeliz? Deixe-me fazer algo sobre isso’”.

Bill Clinton

Former U.S. President Bill Clinton speaks during the Clinton Global Initiative's 2015 Winter Meeting in New York February 10, 2015. Unilever, Acumen and the Clinton Giustra Enterprise Partnership, an initiative of the Clinton Foundation, launched the Enhanced Livelihoods Investment Initiative (ELII) to support and bring smallholder farmers in developing countries into global markets.  REUTERS/Brendan McDermid (UNITED STATES - Tags: POLITICS BUSINESS)
Former U.S. President Bill Clinton speaks during the Clinton Global Initiative’s 2015 Winter Meeting in New York February 10, 2015. Unilever, Acumen and the Clinton Giustra Enterprise Partnership, an initiative of the Clinton Foundation, launched the Enhanced Livelihoods Investment Initiative (ELII) to support and bring smallholder farmers in developing countries into global markets. REUTERS/Brendan McDermid (UNITED STATES – Tags: POLITICS BUSINESS)

Clinton defendeu melhores políticas de saúde mental quando era presidente, quebrando estereótipos sobre essa doenças em um pronunciamento de rádio, em 1999.

“Não há por que ter vergonha da doença mental, mas o estigma e o preconceito envergonham a todos”, disse.

Howie Mandel

PASADENA, CA - MARCH 03:  Howie Mandel attends NBC's "America's Got Talent" season 11 kickoff at Pasadena Civic Auditorium on March 3, 2016 in Pasadena, California.  (Photo by Araya Diaz/WireImage)
PASADENA, CA – MARCH 03: Howie Mandel attends NBC’s “America’s Got Talent” season 11 kickoff at Pasadena Civic Auditorium on March 3, 2016 in Pasadena, California. (Photo by Araya Diaz/WireImage)

O comediante e apresentador de TV tem sido honesto em entrevistas sobre seu transtorno obsessivo-compulsivo e por que é importante buscar terapia para o problema.

“Cuidamos de nossa saúde bucal. Não cuidamos de nossa saúde mental”, disse à CNN. “Acho que a solução para tornar este mundo melhor seria apenas sermos mentalmente saudáveis.”

 

Brandon Marshall

O jogador do time de futebol americano Jets não tem sido nem um um pouco tímido no combate às doenças mentais por meio de sua iniciativa, Project 375. Ele também se abriu sobre sua própria experiência com o transtorno de personalidade limítrofe, em um blog do HuffPost.

“Precisamos aceitar o problema mental como uma doença — e, como qualquer outra doença, precisa de uma pesquisa mais forte, diagnóstico precoce e tratamento, especialmente para os jovens”, escreveu.

John Green

US author John Green poses at a photo call for the film "Paper Towns" in central London on June 18, 2015.      AFP PHOTO / JUSTIN TALLIS        (Photo credit should read JUSTIN TALLIS/AFP/Getty Images)
US author John Green poses at a photo call for the film “Paper Towns” in central London on June 18, 2015.
AFP PHOTO / JUSTIN TALLIS (Photo credit should read JUSTIN TALLIS/AFP/Getty Images)

O autor de A Culpa é das Estrelas já tuitou sobre sua luta contra o transtorno de ansiedade e também destacou os benefícios de buscar apoio ao lidar com problemas de saúde mental.

“Existe esperança. Existe tratamento”, escreveu para um fã em uma conversa na rede social Reddit. “Você não está sozinho e, apesar de saber que a luta às vezes parece completamente sem esperança e fútil, existe um caminho mais longo para a grande maioria das pessoas, e desejo o melhor a você.”

Jared Padalecki

SAN DIEGO, CA - JULY 27:  Actor Jared Padalecki attends CW's "Supernatural" Panel during Comic-Con International 2014 at San Diego Convention Center on July 27, 2014 in San Diego, California.  (Photo by Albert L. Ortega/Getty Images)
SAN DIEGO, CA – JULY 27: Actor Jared Padalecki attends CW’s “Supernatural” Panel during Comic-Con International 2014 at San Diego Convention Center on July 27, 2014 in San Diego, California. (Photo by Albert L. Ortega/Getty Images)

O ator disse à revista Variety que tem lutado contra a depressão há muitos anos. Durante a entrevista, ele compartilhou uma mensagem encorajadora com os fãs que passam pela mesma experiência.

“Digo constantemente que não há vergonha em lidar com essas coisas”, Padalecki disse na entrevista. “Não há vergonha em ter de lutar todos os dias, mas, lutando todos os dias, e, presumivelmente, se você ainda estiver vivo para escutar estas palavras ou ler esta entrevista, então você está vencendo sua guerra. Você está aqui.”

Reid Ewing

O ator da série “Modern Family” discutiu seus problemas relacionados à dismorfia corporal, um transtorno onde uma pessoa é obcecada por sua aparência física, em um blog no HuffPost. Ele também falou sobre sua história marcada por transtornos alimentares e seu vício em cirurgias plásticas.

“No meu caso, minha aparência era a única coisa que importava para mim”, escreveu. “Tinha acabado de me mudar para LA [Los Angeles] para ser ator e tinha poucos amigos. Eu me sentava sozinho no meu apartamento e tirava fotos minhas de todos os ângulos, analisando todos os traços.”

Dwayne Johnson

MADRID, SPAIN - JUNE 07:  Dwayne Johnson attends 'Un Espia Y Medio' (Central Intelligence) photocall at Villamagna Hotel on June 7, 2016 in Madrid, Spain.  (Photo by Juan Naharro Gimenez/WireImage)
MADRID, SPAIN – JUNE 07: Dwayne Johnson attends ‘Un Espia Y Medio’ (Central Intelligence) photocall at Villamagna Hotel on June 7, 2016 in Madrid, Spain. (Photo by Juan Naharro Gimenez/WireImage)

Johnson falou sobre seu caso de depressão no programa “Master Class”, da apresentadora Oprah, onde explicou como aprendeu a importante lição de que não estava sozinho. Ele também compartilhou a mensagem com outras pessoas que estão lidando com problemas de saúde mental.

“Tenha fé que, do outro lado de sua dor, há algo bom.”

TEXTO ORIGINAL DE BRASILPOST

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS