4 tipos de introversão que atingem todo mundo (em algum grau)

POR FERNANDO BUMBEERS

A introversão é um traço de personalidade muito mal compreendido, mas que está ganhando cada vez mais espaço em estudos de psicólogos em todo mundo. Um deles, Jonathan Cheek, que leciona na Universidade de Wellesley, percebeu que existem diferentes tipos de introversão. “Quando você examina uma pessoa na rua, pedindo-lhe para definir introversão, o que aparece são características prototípicas, como pensativo ou introspectivo”, disse Cheek ao Science Of Us.

Introversão é basicamente definida por tudo aquilo que não é extroversão. Se os extrovertidos são pessoas assertivas e entusiasmadas que prosperam em ambientes sociais, os introvertidos são o oposto. Isso não significa que necessariamente são pensativos ou introspectivos.

“Não há apenas um jeito de ser introvertido”, diz Cheek. Segundo ele existem quatro tipos de introversão: social, reflexivo, ansioso e contido. E muitos introvertidos são uma mistura dos quatro tipos, em vez de demonstrar um tipo sobre os outros.

Cheek nomeou os quatro tipos como STAR, que são as iniciais dos traços em inglês. O psicólogo entrevistou cerca de 500 adultos, entre 18 e 70 anos, para comprovar sua teoria. Abaixo você conhece um pouco mais de cada um dos tipos de introversão.

Social

Introversão social é o mais próximo do que as pessoas normalmente associam à introversão. Esse tipo se caracteriza pela preferência de pequenos grupos em relação a grandes. Ou, às vezes, é uma preferência por nenhum grupo – a solidão é muitas  vezes preferível para aqueles com alta taxa de introversão social.

“Eles preferem ficar em casa lendo um livro ou em um computador, ou se ater a pequenos encontros com amigos próximos, ao contrário de ir a baladas com muitos estranhos”, explica Cheek. Mas não confunda introversão social com timidez – no caso da introversão não há ansiedade envolvida.

Reflexivo

Introversão reflexiva é um conceito mais recente. Pessoas com altos níveis de desse tipo de introversão não têm problemas com eventos sociais, por exemplo. Em vez disso, eles são introspectivos e pensativos.

“O introverdido reflexivo é capaz de se perder em um mundo de fantasia interno”, diz Cheek. “Mas não de forma neurótica, mas sim de uma forma imaginativa e criativa”.

Ansioso

Diferente dos introvertidos sociais, introvertidos ansiosos procuram a solidão porque eles se sentem desconfortáveis com outras pessoas. São pessoas com pouca confiança em suas habilidades sociais.

“Muitas vezes a ansiedade não some nem quando se está sozinho. Este tipo de introversão é definido por uma tendência para ruminar em suas mentes as coisas que podem ou poderiam dar errado”, explica Cheek.

Contido

Introvertidos contidos parecem operar em um ritmo mais lento, preferindo pensar antes de falar ou agir. Por isso eles podem demorar um pouco para agir ou para tomar algum tipo de decisão.

Até agora, o modelo de Cheek dos “quatro tipos de introversão” é apenas um documento de trabalho. Mas muitos psicólogos acreditam que esse é um passo importante na expansão do significado de introversão.

Se você está curioso onde se classifica nos quatro tipos de introversão, o Science Of Us postou um teste, em inglês, em seu site. Vale a pena conferir!

Fonte indicada: Galileu

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS