A ansiedade está presente no nosso dia a dia e tentar melhorar ela para que o sofrimento não seja tão grande talvez seja um dos maiores desafios dos tempos modernos.

É importante você entender que sim, você pode pegar essas dicas e colocar em pratica na sua vida, porém, sem a psicoterapia e o acompanhamento medicamentoso é bem difícil você sair do estágio de Transtorno de ansiedade generalizada, por isso, vou deixar algumas dicas, mas é importante você cuidar da sua saúde mental, ok?

ORGANIZE SUA VIDA, EVITE IMPREVISTOS

Organizar a sua vida pode te ajudar a evitar os pensamentos compulsivos de como será o futuro e poderá te deixar mais relaxado para seguir com a sua semana e os seus compromissos. Mas nada de pensar negativamente enquanto estiver fazendo o seu cronograma.

TEMPO OCIOSO É PERIGOSO

Se você estiver no transito, aproveite esse tempo para ouvir as músicas que você gosta e até mesmo para ouvir um audiobook, aprender algo novo. Se você tiver um espaço longo no seu dia, não deixe ele completamente livre para os pensamentos compulsivos do futuro terrível que você cria na sua mente, ocupe sempre o seu tempo com coisas produtivas e positivas.

FOCO NAS ATIVIDADES

Nada de começar outra atividade se você não terminou a primeira que você estava fazendo, além de você sempre ter a sensação de que você não termina nada do que começa, você pode sim não terminar nada e sempre fazer tudo pela a metade.

HORA DE DORMIR

Crie um ritual para a sua hora de dormir, isso faz com que o seu inconsciente compreenda que já está na hora dele diminuir a quantidade de pensamentos e te ajudar a se sentir mais relaxado, nada de ver noticiais ruins e muito menos redes sociais, isso liga vários mecanismos dentro de você e pode te deixar ansioso.

NÃO COMA O TEMPO

Se tem uma coisa que pessoas com ansiedade sempre costumam fazer é descontar tudo em comida, depois com o aumento de peso, vem a sensação péssima de estar se sabotando. Por isso, comece a observar as horas que você tem fome e veja se estão de acordo com a quantidade de comida. Observe se você tem fome ou vontade de comer, se for vontade de comer, vá fazer outra atividade, a vontade costuma demorar cerca de 20 segundos.

Imagem de capa: Shutterstock/TuYyo

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Beatriz Brandão
Psicóloga clínica em São Paulo, atendimento individual adulto, atuou por 11 anos com gestão de Recursos Humanos. Foco em desenvolvimento humano. Autora de palestras e workshops. Atuando há 3 anos com atendimento psicoterapêutico com o foco em desenvolver o processo de autoconhecimento, para que o paciente tenha subsídios para o autodesenvolvimento. Aplicando a Terapia Analítica. ​ Acredita que a sua missão como psicoterapeuta, de modo colaborativo e humanizado, é auxiliar as pessoas a reconhecerem suas próprias possibilidades e a qualificar suas relações, para isso, desenvolve em seu consultório programas de prevenção e tratamento.

COMENTÁRIOS