7 dicas de psicólogos para parar de adiar as coisas

Geralmente, tudo começa assim: temos uma tarefa que precisamos realizar. Dispomos de muito tempo, e a tarefa parece fácil. Podemos nos permitir relaxar um pouco. Porém, os dias despreocupados passam e, de repente, você precisa encarar o fato: amanhã acaba o seu prazo e você ainda não tem nada pronto. E o pior é que você já havia se prometido não adiar as coisas.

O Incrível.club quer descobrir como combater a procrastinação de uma vez por todas.

u1

Quando você acha que pode se desligar das tarefas a fazer pensando que «ainda há tempo, farei mais tarde», pode ter certeza de que irá encarar um problema, pois a procrastinação já preparou 20 episódios do seu seriado favorito, algumas mensagens no Facebook ou um cobertor aconchegante acompanhado por vários bons livros. Em seus braços, você é capaz de passar todo o tempo que tinha para dedicar à tarefa, até que chegará o momento em que precisará encarar a dura realidade: amanhã é sua data limite.

Por que isso acontece? Caímos na armadilha e voltamos a cair, repetidas vezes?

Pesquisadores dizem que nosso costume de adiar as tarefas existe porque:

  • Adiamos aquilo de que não gostamos.
  • Temos medo de não realizar o trabalho suficientemente bem.
  • Não estamos acostumados a trabalhar sob pressão.
  • Supervalorizamos nossas forças.
  • Estamos sobrecarregados de tarefas, então preferimos não fazer nada.

O tempo que passamos em ’distrações inofensivas’ joga contra nós. Perdemos nossa visão de objetivo, o entendimento da situação, a confiança em nossas forças. Como resultado, logo antes de entregar o trabalho, nos sentimos esgotados.

São vários os problemas causados pelas tarefas adiadas para depois (ou melhor, para nunca): as relações de amizade são afetadas por não conseguirmos cumprir nossa palavra, contas não pagas que se acumulam, uma reputação profissional afetada, diversas reuniões adiadas e provas que se aproximam…

u2

Os psicólogos norte-americanos Dianne Tice e Roy Baumeister destacam que a procrastinação é o hábito de curtir o descanso do momento pelo qual você pagará caro depois. Entre as consequências negativas desse comportamento, eles ressaltam:

  • Depressão (é assim que ela se manifesta!).
  • Baixa autoestima.
  • Ansiedade.
  • Estresse.
  • Expectativas irreais.

Esta lista é capaz de deixar estressado até o Bicho Papão. Portanto, é melhor que você mantenha o foco em como abandonar o hábito de procrastinar.

u3

Para dar conta de tudo, precisamos sistematizar nossas tarefas. Muitos evitam organizar o próprio dia, pois temem que isso vire uma rotina, ou que acabe limitando a liberdade. Porém, não é algo tão terrível quanto parece. E, sobretudo, é o caminho direto para o sucesso e a eficiência pessoal.
Organizando seu tempo:

1. Motive-se para realizar cada tarefa.

2. Estabeleça datas limite para si mesmo em cada etapa do trabalho.

3. Preste contas a um amigo ou a alguém que possa lhe dar conselhos.

4. Trabalhe/estude fazendo intervalos.

5. Elimine os fatores que distraem.

6. Alimente-se corretamente.

7. Faça ao menos 30 minutos de exercícios físicos por dia.

O ponto mais importante é a motivação. Sempre haverá coisas que não gostamos de fazer, mas o nível do seu benefício para nosso desenvolvimento é geralmente alto. Portanto, antes de começar uma nova tarefa, pergunte-se: «Para que estou fazendo isto?». A resposta para esta inquietude será a melhor inspiração que você poderia ter.

Muhammad Ali um dia admitiu que odiava os treinos diários monótonos, mas o entendimento de que aquilo o transformaria em um campeão permitia que ele combatesse a vontade de faltar aos treinos.

u4

Trabalhar com intervalos ’trabalho — descanso’ permite que você não sofra com o processo, e as datas limites que você estabeleceu dão a chance de se recompensar por cada etapa finalizada a tempo. Um amigo pode te ajudar a manter a atitude responsável diante da tarefa. Os pesquisadores incluem ainda na lista alimentação saudável e meia hora de exercícios por dia, pois estas práticas não apenas estimulam a atividade mental, mas também agem em sua força de vontade. E é ela que faz o contraponto à procrastinação.

Assim, você não apenas consegue seguir com confiança rumos aos seus objetivos mantendo a fé em si mesmo, mas também aproveitar um estilo de vida mais tranquilo e organizado. A confiança em si mesmo, uma forma positiva de pensar e um bom relacionamento com as pessoas irão se transformar em bônus rumo ao sucesso.

Fonte: Study of procrastination
Tradução e adaptação Incrível.club

TEXTO RETIRADO DE INCRÍVEL.CLUB

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS