Adolescência: fase de transições

A adolescência é uma etapa da vida que está em transição, onde o indivíduo já não é mais criança e está preparando-se para assumir o papel de adulto, onde o adolescente vivenciará diariamente inúmeros conflitos.

Dentre estes, são vivenciadas mudanças físicas e psicológicas, a transformação e aceitação do próprio corpo, que está passando pela puberdade e deixando-o de criança e preparando-se para a nova fase que está por vir. 

O adolescente está vivenciando a perda do seu corpo infantil, dispondo ainda de uma mente imatura, e não possuindo maturidade necessária para entender este processo que está acontecendo na sua vida, que está tomando espaço para um corpo adulto que ele teme, desconhece e ao mesmo tempo deseja. 

Na atualidade é comum vermos adolescentes usando piercing e tatuagens, o que pode significar uma tentativa do jovem apropriar-se desta nova realidade, deste novo corpo, deixando a sua marca.  

Em frente a essa transformação, o adolescente busca refúgio em seu mundo interno, necessitando de uma reorganização do seu eu. 

É nesta fase também onde o jovem busca sua identificação de ego e lugar na sociedade. É comum percebermos que adolescentes dificilmente identificam-se com seus pais, revoltando-se contra o domínio deles e seus valores, pois buscam necessidade de separar sua identidade com a de seus pais, buscam por liberdade e independência nesta fase. 

O jovem está estabelecendo relações maduras, independência emocional, vivenciando o luto das figuras parentais, e desfazendo a idealização dos pais. 

Neste momento, as amizades e seu grupo de identificação ajudam o adolescente a estabelecer sua própria identidade, a sensação de pertencimento determina um sentimento de clã, onde ele sente-se acolhido e entendido. 

 Tendo que optar e passar por situações importantes neste momento, como preparação para vida profissional, o adolescente sofre pressão psicológica por muitas partes, e principalmente por ter que fazer escolhas importantes em um momento tão delicado e precoce de sua vida. 

 Nesta fase de desenvolvimento, confundem-se o limite entre normal e o patólogico, pois o adolescente esta vivenciando crises constantemente e definindo sua personalidade, esta em  processo de crescimento pessoal. 

Muitas vezes o adolescente não possui condições de passar por este processo sozinho, pois o seu ego não esta suficientemente estabilizado, assim necessitando a ajuda de um profissional da área. A psicoterapia oferece ao jovem um espaço de reflexão nesta fase, onde o agir muitas vezes impõem-se ao pensar, utilizando inúmeras formar de externalizar seus conflitos. 

Compartilhar
Malu Ribeiro Duarte
Psicóloga Clínica formada pela Universidade Católica de Pelotas, especializanda em Terapia Sistêmica para Indivíduos, Casais e Famílias



COMENTÁRIOS