Ansiedade, o mal do século XXI

Por Marta Batista

Ansiedade é considerada um dos principais problemas de saúde mental de alguns brasileiros. Diante desta preocupação serão descritas as características clinicas da ansiedade sua prevalência em algumas pessoas no tratamento atual. Sentir-se ansioso é uma experiência comum a qualquer ser humano. Quem já não se sentiu apreensivo, com palpitações, com a respiração rápida, com aperto no peito, com desconforto abdominal ou inquieto? Ansiedade é uma resposta normal para diversos adolescentes no primeiro namoro, vestibular, concurso, emprego, adulto contemplam a velhice e a morte e quando vão visitar o ente querido no hospital e na UTIˋS, a ansiedade aumenta.

A ansiedade é uma acompanhante normal do crescimento das mudanças, experiências novas inéditas, encontro da própria identidade e do sentido da vida de uma pessoa. Quais os sintomas dominantes são altamente variáveis, mas queixas quanto a ter sentimentos contínuos de preocupação, nervosismo, tremores, tensão musculares, palpitações, sudorese, sensação de cabeça leve, tonturas e desconforto epigástrico são comuns, no decorrer destes sintomas tende a ser flutuante e crônico e frequentementepiora durante períodos de estresse é comum as pessoas com ansiedade sempre com ” os nervos à flor da pele” neste momento apresenta diversos pensamentos negativos e distorcidos  em relação aos acontecimentos da vida. Em alguns casos apresenta no relacionamento amorosos, com o futuro, incompetência no trabalho, finanças e com sua própria saúde física e de seus familiares não importa quando as coisas estejam indo bem, a pessoa com ansiedade sempre mantêm-se apreensivos e ansiosos. Alguns casos a família são tomados por intensos sentimentos de impotência perante o sofrimento do paciente, pois, por mais que ajudem os sintomas ansiosos sempre estão presentes no paciente.

O primeiro passo no tratamento da ansiedade é verificar se esta é patológica ou não, devendo procurar um médico e este encaminhar para um psicólogo para acompanhamento individual ou familiar, em alguns caso a família também precisa com objetivo de saber lidar com o paciente e principalmente para amenizarem sentimentos de impotência perante o sofrimento do ente querido. A ansiedade quando bem diagnosticada e tratada, apresenta uma melhora importante em seus sintomas, fazendo desta maneira com que seu portador tenha uma melhor qualidade de vida.

Prevenir seria o melhor tratamento, de que forma? Segue algumas dicas:

+ Reservar um tempo para o lazer?

+ Deixar o celular, computador, tablet, TV  entre outros desligados;

+ Realizar exercício físico  ou outra atividade que lhe dar prazer;

+ Procurar fazer o que mais gosta.

Deixar de transferir nossa ansiedade para os outros, filhos, namorados, conjugues, amigos, trabalho, trânsito entre outros. Prevenir é a melhor atitude, EU AMO E SOU AMADA! Quem se ama se cuida.

Marta Batista é psicóloga hospitalar, clínica e neuropsicóloga.

Compartilhar
Marta Batista
Psicóloga Clinica/Hospitalar Especialista em Neuropsicologia. Trabalha na profissão há mais de dez anos. Ministrou aulas em uma instituição de Ensino. Atualmente trabalha em dois hospitais e tem um consultório em Recife- PE , onde realiza atendimento aos sábados. Contato: martabsn4.1@gmail.com



COMENTÁRIOS