Autocontrole na alimentação depende da mudança de comportamento com a comida

Por Adriana de Araújo

Uma das maiores dificuldades de quem quer emagrecer é controlar o desejo por comida e saber se alimentar de forma equilibrada. Comer em excesso está, hoje, mais ligado a questões psicológicas ou físicas?

Como disse o filósofo Sócrates: “assim como não se deve tentar curar olhos sem cabeça, ou cabeça sem corpo, é inútil tratar o corpo sem intelecto”. Portanto, na maioria das pessoas, a ausência de autocontrole alimentar está ligada sim a questões emocionais. E entender isso está intimamente ligado ao emagrecimento.

Aspectos psicológicos no autocontrole alimentar

Ao cuidar da sua mente, automaticamente você estará também cuidando da saúde do seu corpo. Tudo está interligado. O padrão e estilo alimentar escolhido por você influenciará em seus resultados de saúde, estética, peso, entre outros, pois a maneira como as pessoas lidam com os alimentos tem influência das emoções e dos sentimentos. Os pontos emocionais ligados aos distúrbios alimentares mais comuns são: ansiedade, compulsão, depressão e/ou fatores psicológicos negativos. Quem sofre com essas questões psicológicas, às vezes, acaba por ?descontar? na comida e comer em excesso.
Grande parte das pessoas “sabe” exatamente como se alimentar de forma saudável. A maioria também sabe o que deve fazer para comer com qualidade e qual é a melhor quantidade, mas, muitas se sentem impotentes para fazê-lo, pois estão mentalmente presas em padrões emocionais equivocados. Por exemplo, quem sofre com ansiedade, pode comer em grande quantidade pelo descontrole e na tentativa de relaxamento e bem-estar.

Assim como quem está passando por um período difícil e com sintomas de depressão pode encontrar na comida um refúgio e um caminho de prazer, mas acaba por comer de forma excessiva. Mas isso não ocorre apenas com que está com depressão. A comida desperta uma sensação de prazer e para muitos que é difícil se libertar. O comportamento da pessoa é comer mais e mais, isso na verdade é uma tentativa de diminuir a tensão. Com isso, o corpo passa a necessitar de mais alimento. O resultado é negativo e a pessoa engorda.

Só que, muitas vezes, quem está acima do peso acaba por evitar situações e atividade e isso faz com que haja uma grande restrição no contato social. Isso porque a pessoa acaba sofrendo e sentindo vergonha do próprio corpo e por fim a consequência é o isolamento. E então, muitas pessoas buscam na comida a recompense, o prazer, o bem-estar. Dessa forma, é difícil conseguir autocontrole.

Para cortar esse tipo de relação com a comida é preciso um planejamento e/ou tratamento que inclui:

Criar novas formas de prazer
Ter momentos de relaxamento
Aumentar o contato social
Investir mais nas atividades físicas
Cuidar dos sonhos e desejos.
Ganhos secundários

Outros tipos de comportamentos importantes que levam a ausência de autocontrole diante da comida estão ligados aos ganhos secundários. O que você ganha ao comer em excesso? Os ganhos secundários não são imediatos, sendo assim, ninguém que quer emagrecer gosta de estar acima do peso, ou seja, não faz conscientemente para que isso aconteça. Mas pode receber algo em segundo plano, mesmo que seja pouco. Por exemplo: por estar acima do peso evita certos encontros sociais. E assim, tira proveito desse afastamento. Ou evita se relacionar afetivamente: “ninguém vai olhar para mim, estou enorme!”
Através dos ganhos secundários é possível receber algum beneficio mesmo que seja numa pequena escala, com isso, ganhar algo que seja considerado bom. É preciso mudar, porque esse ganho só acontece através de um comportamento inadequado.

É importante desvincular o ato de comer dos problemas existentes na vida. O ideal é solucioná-los na medida do possível para permitir a você que aceite um novo desafio e estilo de vida que é essencial para a perda de peso e posteriormente sua manutenção.

Existem técnicas como coaching de vida, hipnose ericksoniana, programação neurolinguistica, atualização da programação neurolinguistica (novo código) que auxiliam no alcance da perda de peso e principalmente na mudança do comportamento. O processo desse tratamento orienta os pacientes para o caminho daquilo que eles desejam alcançar.

TEXTO ORIGINAL DE MINHA VIDA

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS