Cinco milhões de brasileiros têm alguma doença psiquiátrica grave

No Brasil, 24 milhões de pessoas precisam de atendimento de saúde mental e cinco milhões sofrem de transtornos graves, como depressão, bipolaridade e esquizofrenia. A esquizofrenia é uma doença que atinge cerca de 1,3 milhão de pessoas no país. A cada ano, são diagnosticados cerca de 40 mil casos.

Desde 2001, uma lei brasileira determina a alta planejada e reabilitação social de pacientes abandonados em hospitais psiquiátricos. Quem recebe alta e não tem família deve ser encaminhado para residências terapêuticas. Lá, os pacientes vivem em grupos e são acompanhados por cuidadores e psicólogos.

O Instituto Psiquiátrico Nise da Silveira, em Engenho de Dentro, no Rio de Janeiro, é um dos mais antigos do país e considerado um dos berços pela luta antimanicomial. As mudanças começaram há mais de 70 anos, quando a psiquiatra Nise da Silveira foi trabalhar no local. Graças a ela, a arte foi adotada como terapia ocupacional. No passado, o instituto foi o maior manicômio do Rio de Janeiro.

A lei antimanicomial, que determina o fim das internações prolongadas, já tem 15 anos, mas muita gente ainda vive em hospitais psiquiátricos no Brasil. São pacientes que estão internados há décadas e não têm mais contato com as famílias.

TEXTO ORIGINAL DE O GLOBO

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS