Como as habilidades sociais influenciam as relações conjugais?

Quando se fala em relações conjugais, pensa-se nos diversos momentos e tipos de relação presente entre duas pessoas unidas por objetivos e afetos comuns. Mas, o relacionar-se não é algo tão fácil, exige muita paciência, persistência e acima de tudo compreensão. É de uso comum as expressões: “todas relações tem seus altos e baixos”; “as pessoas mudam com o passar dos anos”; “tudo é lindo enquanto o amor não acaba”; “para muitas é somente na alegria e na saúde”. Muitos casais hoje se queixam entre outras coisas pela falta de tempo, pela falta de compreensão, pelas mudanças do outro ao longo dos anos, e acima de tudo pela falta de comunicação.  Estes são aspectos sérios e podem prejudicar a melhor das relações, manter a qualidade da relação exige muito de ambos, especialmente do que denomina-se de Habilidades Sociais.

As Habilidades Sociais são entendidas como um conjunto de comportamentos emitidos por um indivíduo em um contexto interpessoal que expressa sentimentos, atitudes, desejos, opiniões ou direitos desse individuo de modo adequado à situação, respeitando esses comportamentos nos demais, e que geralmente resolve os problemas imediatos da situação enquanto minimizando a probabilidade de futuros problemas. Diante de tal definição descrita por Vicente E. Caballo, percebe-se o grau de relevância de tais habilidades nos relacionamentos conjugais, pois minimizar problemas e conseguir expressar e ser compreendido pelo outro é o que a maioria dos casais buscam. Contudo, muitas pessoas possuem dificuldades para se expressar especialmente se é com o companheiro ou companheira. Tais dificuldades se dá por diversas razões, às vezes o medo do julgamento, a falta de paciência para construir uma rotina de diálogos, a dificuldade em receber críticas, as mágoas acumuladas, e, principalmente pelo fato de embora as habilidades sociais sejam de suma importância, em poucos momentos se ensina como desenvolver tais habilidades, se cobra muito que devemos possuir. Não é comum em nosso cotidiano momentos vivenciais que favorecem o aperfeiçoamento de tais habilidades. Por tal razão o Treinamento em Habilidades Sociais é uma ferramenta que o psicólogo dispõe para ajudar os clientes a instalar, ampliar ou lapidar as habilidades sociais.

As Habilidades Sociais buscam que  sujeito se torne autônomo e consiga desempenhar tal autonomia nas habilidades sociais de comunicação, de civilidade, de assertividade, direitos, cidadania, empáticas, de trabalho e de expressão de sentimento positivo. O Treinamento de Habilidades Sociais consiste em compreender as dificuldades sociais dos clientes a fim de propor estratégias e intervenções baseadas na análise (funcional) do comportamento. Por meio do acesso à história de vida da pessoa pouco habilidosa socialmente, busca-se o entendimento dos porquês de ela ter baixo repertório nessa área. E se modela novos comportamentos que tendem a serem mais eficazes, minimizando os conflitos e estabelecendo canais de comunicação mais eficazes.

Diante disso, todo casal que busca um relacionamento mais feliz e realizado, deve pensar em suas habilidades sociais. E, quando necessário treiná-las para que consiga ter um maior grau de empatia, de expressões de sentimentos positivos, melhorando dessa forma a qualidade da relação conjugal.

Compartilhar
Manoel Rodrigues Leite
Psicólogo, mestre em Estudos Fronteiriços, professor em cursos de graduação e pós-graduação, palestrante e escritor: autor do livro “O Amor e o Medo”.



COMENTÁRIOS