As insônia ocasional afetam cerca de 25% da população portuguesa e brasileira. Esta percentagem de população que sofre de insônia é constituída maioritariamente por mulheres. As insônia são uma das maiores doenças da sociedade moderna que implica custos avultados, em medicação, acidentes de trabalho, absentismo ou mesmo falta de concentração, num somatório de consequências que impedem o normal desempenho das tarefas diárias.

Um dos principais inimigos da almofada é o stress. As crises mundiais, os despedimentos e cargas laborais, a crise conjugal e a pressão que se exerce hoje em dia sobre o ser humano a todos os níveis, são as principais causas desencadeadoras das insônias de curta duração. Muitas pessoas recorrem aos medicamentos para combater a insônia ocasionais, e descartam os diversos tratamentos que lhe permitem recuperar a qualidade de vida diária.

É nesta base que não devemos abdicar do aconselhamento médico e dos medicamentos em certos casos, mas deveríamos sempre iniciar um tratamento natural de combate às insônia, procurando recuperar a qualidade do sono e dormir sem comprimidos, através dos conselhos e de várias técnicas recorrendo às medicinas alternativas que existem há milhões de anos.

Além dos tratamentos tradicionais, as medicinas que se dedicam ao tratamento da insônia sem recurso a medicamentos, podem oferecer solução para o problema.

Possuindo uma abordagem global do indivíduo, cada pessoa experimenta respostas diferentes ao tratamento da insônia, estas podem ser intensamente eficazes na recuperação normal da qualidade do sono.

Cada vez mais as pessoas recorrem ás medicinas alternativas para substituir os tratamentos prescritos pela medicina convencional, no combate às insônia. Na verdade, muita gente recorre já aos métodos e técnicas abaixo indicadas, ao invés de optarem por medicamentos e tratamentos com drogas, pois estes tratamentos médicos podem ter efeitos nefastos no organismo, sobretudo se forem aplicados nas crianças ou nos idosos.

Imagem de capa: Shutterstock/Ljupco Smokovski

TEXTO ORIGINAL DE INSÔNIAS

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil

Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.


COMENTÁRIOS