Como evitar perguntas inconvenientes.

Título original: COMO FUGIR ÀS PERGUNTAS ABORRECIDAS E INCONVENIENTES?

Se há uma coisa de que os portugueses gostam é de «tirar nabos da púcara», uma expressão popular muito usada pelos mais antigos e que ainda não se perdeu no tempo. No trabalho, em encontros familiares e em convívios sociais, não são raras as vezes em que é brindado com interrogações para as quais não quer, de todo, abrir o jogo. Estas são algumas das respostas que deve dar no caso de ser confrontado com estas perguntas muito comuns:

– Quando pensam casar?

Não tente desculpar-se nem justificar a sua relação. Valorize o fato de bater todos os recordes. A resposta politicamente correta que deve dar neste caso concreto é «Um dia, quem sabe. O que importa é que nos damos bem e, por isso, estamos juntos há tanto tempo», sugerem os especialistas comportamentais..

– Quanto pagaste pelo vestido, pelo carro, pelo casamento ou pela casa?

O dinheiro é definitivamente um assunto a evitar. Se não gosta de falar sobre as suas finanças, desvie o assunto. Limite-se a dizer algo como «Gostaste? Muito obrigado!».

– Quando é que pretende ter filhos?

Lembre-se que você não tem de falar sobre a sua vida pessoal quando não quer. A resposta que deve dar neste caso é «Não temos uma data estipulada. Vai acontecer quando chegar a altura certa», esboçando um sorriso.

Fonte indicada: SAPO

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS