Por Josie Conti

A linha entre reações saudáveis do organismo e o desequilíbrio patológico pode ser bastante tênue, pois os resultados no organismo variam conformo o tempo e intensidade a que a pessoa é exposta. Assim acontece com o estresse que, em quantidades esperadas, nos protege dos perigos e nos mantém alertas. Entretanto, quando contínuo, pode afetar as estruturas cerebrais com sequelas que podem persistir atém em nossa própria genética.

No vídeo abaixo, Madhumita Murgia nos mostra como o estresse crônico pode afetar o tamanho, a estrutura e diversas funcões cerebrais tais como a capacidade de decisão, atençã e julgamento.

O vídeo também propõe maneiras preventivas para lidarmos com o estresse e evitar a sua cronicidade.

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Josie Conti
É idealizadora e administradora do site CONTI outra. Psicóloga formada há 16 anos, teve sua trajetória profissional passando por diversas áreas de formação e atuação como educação, clínica, recursos humanos e saúde do trabalhador. Hoje, utiliza o conhecimento adquirido para seleção de pessoal e de material adequado aos sites com que trabalha. Realiza vídeos, palestras, entrevistas, tem um programa diário na rádio 94.7 FM de Socorro e escreve para diversos canais digitais. Sua empresa ainda faz a gestão de sites como A Soma de Todos os Afetos e Psicologias do Brasil. Atualmente possui mais de 10 milhões de usuários fidelizados entre seus seguidores diretos e seguidores dos sites clientes. Em 2017, foi convidada para falar sobre conteúdo de qualidade no evento “Afiliados Brasil” de São Paulo, à convite da Uol, pois o CONTI outra foi considerado um dos melhores sites de conteúdo ligados a empresa.

COMENTÁRIOS