Como ser sincera tem ajudado esta jovem a lidar com a ansiedade

De acordo com dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em fevereiro de 2017, 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade. É a taxa mais alta dentre todos os países, pelas estimativas da agência. Mas no mundo inteiro, a ansiedade é um problema muito mais comum do que se imagina – e é importante que se fale sobre ele.

Segundo a OMS, o Brasil tem a maior taxa de transtorno de ansiedade do mundo

Para uma jovem fotografada na série ‘Humans of New York’ em Bogotá, Colômbia, ser honesta sobre o transtorno tem lhe ajudado muito a lidar com ele. O post com o relato dela já tem mais de 181 mil curtidas e 12 mil compartilhamentos no Facebook, e vem recebendo comentários de várias outras pessoas que lidam com o mesmo problema que ela.

A estudante conta que era a melhor aluna da escola no ensino médio, e que sempre se pressionou bastante. Porém, quando ficou doente por um período, seu desempenho começou a cair, e os ataques de pânico começaram. “Um dia, o professor me entregou meu boletim, e eu não conseguia respirar. Meu coração estava batendo muito rápido. Sentia-me desconectada. Vi pessoas tentando falar comigo, mas não conseguia ouvi-las”, ela relembra. “Desmaiei e acordei na enfermaria”.

Os ataques de pânico começaram a ser diários. No ano passado, quando a jovem entrou na faculdade, o problema só piorou. “Não consigo ser a melhor aluna, não importa o quanto eu me esforce”, desabafa. Chegou ao ponto de ela ter de trancar o curso no primeiro semestre.

“Agora eu estou reconhecendo a minha ansiedade. Eu costumava tentar escondê-la. Eu saía das redes sociais. Não atendia a ligações. Pensava que se ninguém soubesse, [o transtorno] não existiria. Mas quanto mais falo sobre meu problema, mais percebo que outras pessoas passam por experiências semelhantes. Então estou tentando me expressar mais”, observa.

A estudante ainda repassou um conselho que já lhe deram: “em vez de deixar a ansiedade te impedir de fazer a sua arte, deixe-a ser o que motiva a sua arte”.

TEXTO ORIGINAL DE CATRACA LIVRE

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS