Por Giovanna Borielo

Que as atividades físicas fazem bem para a saúde, todos já sabemos. A novidade está nos efeitos que acontecem no cérebro graças a uma atividade específica: a corrida. Segundo pesquisadores da Universidade de Jyväskylä, na Finlândia, correr aumenta a produção de novos neurônios, fato que não ocorre, por exemplo, na musculação.

Os pesquisadores dividiram ratos de laboratório em três grupos: corrida, levantamento de peso (nos quais, os ratos são erguidos pela cauda e levantam pequenos objetos) e alta intensidade. Os roedores que correram apresentaram multiplicação de neurônios, enquanto os dos outros grupos não tiveram alterações cerebrais.

De acordo com os pesquisadores, tal circunstância ocorre devido ao estresse provocado nos ratos pelos esforços dos exercícios de força e de alta intensidade, inibindo o desenvolvimento de novos neurônios. Já aqueles que corriam na esteira, conseguiram se livrar do estresse, tendo um melhor desenvolvimento cerebral.

“Apesar de não conseguir indicar um aumento exato no número de neurônios, os efeitos de atividades aeróbicas sobre o cérebro devem ser melhor estudados para conhecer os benefícios da prática para o desenvolvimento da mente”, afirma Miriam Nokia, autora da pesquisa.

Imagem de capa: Shutterstock/lzf

TEXTO ORIGINAL DE MINHA VIDA

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS