Por Adryan Wesley

Estou há cerca de 16 meses vivendo sem sexo ou namoro, encarando um desafio para me transformar, e minha vida nunca esteve melhor. Sempre pensei que eu encontraria a felicidade quando conhecesse a mulher certa. Mas hoje percebo que podemos encontrar a felicidade quando voltamos para casa e encontramos a nós mesmos.

Após anos vivendo uma sequência de relacionamentos marcados pela co-dependência, e depois de sair de uma separação extremamente sofrida e dolorosa, resolvi que eu precisava descobrir como viver e ser feliz sozinho. Eu queria a todo custo me sentir em segurança. E tinha descoberto, finalmente, que precisava criar esse senso de segurança por mim mesmo, dentro de mim.

Tomei a decisão de não dedicar mais tempo à procura de uma companheira, pelo período mínimo de um ano. Decidi não recorrer a sites de namoro, não namorar, não transar e não bater papo com mulheres online.

Meu histórico de namoros era a prova cabal de que eu vivia atraindo o mesmo tipo de relacionamento, que era pouco sadio e não me fazia bem. Ficou claro que eu precisava romper com esse ciclo e mudar minha visão de mim mesmo, antes de poder atrair uma nova companheira para minha vida.

Eu precisava mudar meu modo de agir no amor.

Eu não podia mais buscar minha felicidade na energia de outra pessoa. Eu não queria mais me perder em um relacionamento com uma mulher. Não queria mais evitar aprender como me amar realmente, algo que exige trabalho e compromisso. Sentia necessidade de encontrar minha segurança em mim mesmo.

Tudo o que buscamos existe dentro de nós. Podemos acessar tudo isso quando bem entendermos.

Nos últimos 16 meses, voltei para casa para encontrar a mim mesmo.

Eu me perdoei, perdoei a outros e fiz as pazes com o passado. Soltei toda a raiva, a vergonha e o sentimento de culpa que me pesavam e me sufocavam por dentro. Desenvolvi habilidades que me permitiram crescer. Deixei meus verdadeiros dons aflorarem e aprendi a ficar feliz comigo mesmo.

Tudo o que buscamos existe dentro de nós. Podemos acessar tudo isso quando bem entendermos.

Para lhe dar ainda mais motivação para encarar seu próprio desafio de transformação, passando um período sem sexo e sem namoro, veja a seguir outros benefícios que vivi com esse processo.

Eu nunca tinha percebido quanta energia é gasta com o processo de procurar alguém para namorar.

No passado, eu diluía minha energia diariamente, passando tempo em sites de namoro, batendo papo com mulheres online, saindo com mulheres e me preocupando com minha aparência.

Agora toda essa energia se voltou para mim mesmo. Tive mais energia para viver, mais energia para consertar o que precisava em minha cabeça e para meu coração se curar.
Atenção direcionada com precisão de laser

Há 11 meses abri meu próprio consultório de hipnoterapia clínica, e venho tendo sucesso considerável. Atribuo muito disso à minha atenção concentrada.

Passei a me concentrar como um laser sobre meu trabalho de hipnoterapia, as necessidades de meus clientes e em conservar minhas vibrações altas.

A estratégia funcionou.

Mergulhe em você mesmo. É onde estão todas as respostas.

Menos obstáculos

Estar solteiro e introvertido significa que você passa MUITO tempo sozinho. Esse tempo extenso a sós me deu o silêncio e a calma necessários para eu mergulhar em mim mesmo e descobrir o que estava me impedindo de me realizar na vida.

Pude identificar ideias equivocadas que contaminavam minha vida havia anos. Com um esforço concentrado para programar minha mente e com as sessões de hipnoterapia clínica, pude modificar as crenças equivocadas que estavam sabotando minha vida.

Mergulhe em você mesmo. É onde estão todas as respostas. Mas, para encontrá-las, é preciso estar silencioso, parado e concentrado. Há muitos outros benefícios que conquistei com a abstenção do sexo e do namoro. Estou grato por ter finalmente mudado o modo como eu estava vivendo, para que eu pudesse CRESCER.

Terei uma chance muito melhor de dar certo em outro relacionamento, porque agora aprendi a me amar e me aceitar plenamente. As pessoas atraem seus espelhos. Quando chegar a hora certa, não vejo a hora de atrair meu espelho.

Como eu sempre digo…

Não desista nunca! Mudar é possível!

Vivo para crescer e curtir a vida,

Adrian

Imagem de capa: Shutterstock/GaudiLab

TEXTO ORIGINAL DE BRASILPOST

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS