Os dias da juventude vão passando e chegamos naquela fase da juventude mais amadurecida. Hábitos e preocupações que antes tínhamos já não fazem mais parte da nossa vida. Ter um tempo para si mesmo, nunca foi tão valioso. Assistir um filminho à noite no sofá num final de semana, é algo infinitamente prazeroso. A vida vai ganhando mais calmaria. A calma satisfaz ,porque de agitado, já temos a nossa rotina e inúmeras responsabilidades que vamos adquirindo com o passar do tempo.
Apreciar a vida no seus pequenos detalhes, é um privilégio que o amadurecimento nos traz. Com o tempo, percebemos que precisamos apreciar a vida na sua simplicidade, pois ela é passageira e quando nos damos conta ,ela passou muito mais rápido do que imaginávamos. Ser mais tolerante com o outro e com os seus erros, também é um ponto relevante no amadurecimento emocional. Percebemos que já erramos tantas vezes ao longo da vida, e que nunca chegaremos a perfeição, contudo aprender com os erros é algo que o tempo e os nossos equívocos já cometidos nos ensina.
Olhar para trás e lembrar com saudade e com uma gostosa nostalgia, de fases como a infância e adolescência, acredito também ser uma das características da fase da juventude amadurecida. Perceber que as responsabilidades que antes não tínhamos passamos a ter, hábitos que antes mantínhamos , temos que mudar porque afinal de contas ´´a idade está chegando.´


Às vezes me pego pensando em como era bom correr saltitando pelas ruas, até chegar em minha casa, hábito esse que como adultos temos que abandonar e passar a caminhar ordenadamente passo a passo ,afinal seríamos visto como adultos loucos se assim caminhássemos.

A fase do jovem adulto também tem os seus lutos a serem elaborados, o luto do abandono de antigos hábitos da adolescência , da não convivência diária com antigos amigos de escola, e da universidade, por exemplo. Já passamos da fase do conto de fadas universitário, muitos já concluíram a suas pós graduações .Realmente é uma nova fase, um novo período da vida.
A reflexão sobre a vida e sobre sua finitude também se faz mais presente, por isso passamos a entender nossos pais como nunca antes, e muitas vezes nos tornamos muito parecidos com eles, até mesmo na forma de pensar a vida. Valorizamos muito mais cada abraço e cada sorriso deles, afinal de contas, o tempo está passando…
Muitos de nós nesta fase ,saímos das nossas casas e construímos a nossa própria vida e família, é… a coisa fica séria. Sendo assim, cada fase da vida tem a sua beleza e a sua singularidade. A grande sacada é saber viver e aproveitar cada fase da nossa existência com autenticidade e sabedoria, e de cada uma delas podermos extrair aquilo que tem de melhor.

Imagem de capa: Shutterstock/Monkey Business Images

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Andressa Franceschi
graduada em Psicologia,com ênfase em Psicologia clínica,pelo Centro Universitário Celso Lisboa,Rio de Janeiro.( CRP 05/47436).Pós Graduanda em Psicologia Jurídica pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).Atualmente trabalho em uma Ong voltada para crianças carentes no Rio de Janeiro, onde desenvolvo projetos psicoeducativos visando a promoção dos Direitos Humanos.

COMENTÁRIOS