A falta de libido, ou seja, de desejo sexual não está necessariamente ligada ao amor ou a pessoa amada. Normalmente está relacionada com alto índice de estresse, ansiedade, rotina, desânimo ou falta de estímulos e cansaço, além de fatores fisiológicos como deficiências hormonais. Então, sim é possível amar alguém e estar com seus desejos sexuais contidos ou recolhidos.

É uma situação bem delicada e que merece atenção, pois se não for bem compreendida e acolhida pode interferir seriamente na relação ou mesmo gerar baixa-estima e insegurança dos envolvidos. É preciso entender primeiramente o que está acontecendo? É uma perda de desejo por sexo, ou é uma perda de desejo pelo seu parceiro ou sua parceira?

Na primeira opção Tentar mudar os hábitos de vida, para movimentos mais saudáveis como: alimentação, exercícios e atividades lazer prazerosas tendem a gerar sensação de bem estar, confiança e muitas vezes auxilia muito na retomada da libido. É muito importante também analisar se o sexo do casal não está muito rotineiro, logo precisando de uma renovada de hábitos para maiores estímulos e prazeres.

E não deixe de observar a fase de vida que estão passando (atual ou de certo tempo), verifique se há estresse, ansiedade, muitas preocupações, ou muitas interferências externas. Pois problemas com trabalho, finanças, filhos, familia e saúde podem ser grandes causadores desta inibição. Não deixe de fazer exames clínicos e confirmar níveis de taxas hormonais, para ajudar a entender se esta falta é unicamente emocional ou não.

Porém, se está percebendo que sua perda de desejo sexual é por seu parceiro ou sua parceira e sente que possui desejos por outras pessoas. Talvez sua relação esteja precisando de cuidados e atenção. Busque entender porque esta perda de interesse e o que podem fazer para se reencontrar, no sexo. Mas nãos e prenda somente ao sexo, tende entender o que está havendo com o casal conversem bastante e tentem se acolher e compreender ao invés de apontar falhas.

Esperar muito do outro, ou seja, ter muita expectativa e não ser atendido é muito frustrante e com o tempo pode ser inibidor de libido. Uma ajuda profissional psicológica é sempre bem vinda para ajudar entender o que está havendo, assim como orientar sobre o tratamento.

Imagem de capa: Shutterstock/Nikodash

TEXTO ORIGINAL DE MINHA VIDA

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil

Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.


COMENTÁRIOS