O Google anunciou  uma nova ferramenta agregada ao motor de busca, nos Estados Unidos, com objetivo de trazer mais conhecimento sobre “depressão clínica”. Quando alguém procurar por este termo no buscador pelo celular, o sistema mostrará um questionário que pode ajudar a detectar sintomas da doença. Não há previsão de chegada ao Brasil.

Para validar o teste PHQ-9, a Gigante das Buscas se associou ao órgão norte-americano National Alliance on Mental Illness, especialista em saúde mental. De acordo com o texto no blog oficial do Google, um em cada cinco americanos sofrem de depressão, mas apenas 50% recebem o tratamento adequado.

O questionário aplicado ao buscador no Android visa melhorar o conhecimento dos internautas sobre esta condição para que as pessoas procurem ajuda.

Atualmente, os resultados de busca do Google já trazem informações completas sobre depressão clínica e seus sintomas, mesmo sem clicar em nenhum link. Agora, com o acréscimo deste questionário PHQ-9, também é possível identificar níveis de sintomas depressivos para que o usuário possa ter uma conversa mais bem informada com o seu médico e buscar tratamento. Para iniciar o teste, na versão em inglês, basta tocar na opção “Check if you’re clinically depressed”, ou “Verifique se você está clinicamente deprimido” em uma tradução livre.

O comunicado também alerta para o fato de que essa ferramenta de análise não pode ser considerada como um diagnóstico completo da depressão clínica, mas sim, um incentivo para que as pessoas procurem tratamento o mais rápido possível. Segundo a publicação, em média, os americanos vão em busca de médicos somente seis ou oito anos depois dos primeiros sintomas aparecerem.

Se o usuário fizer a mesma busca na página brasileira do Google pelo celular, ele também terá acesso às informações em destaque sobre a doença, mas ainda não têm o teste disponível. No Brasil, a principal fonte de informação utilizada pela companhia é o Hospital Israelita A. Einstein. Saiba acessar o Google em inglês.

TEXTO ORIGINAL DE GOOGLE BLOG

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS