Uma pesquisa feita pelas Universidades de Buffalo, Luterana da Califórnia e do Texas, todas nos Estados Unidos, mostrou que nem sempre uma mulher inteligente se torna atrativa para os homens. O estudo apontou, inclusive, que em alguns casos isso pode até influenciar negativamente no interesse masculino.

Os testes foram feitos com 105 homens, em dois cenários. Em um deles, os homens foram instruídos a imaginar uma mulher que tivesse desempenhado um resultado melhor ou pior do que eles em um teste de matemática e de inglês. Depois, tinham que imaginar essa mulher como alguém para eles se relacionarem. A maioria deles, de acordo com os resultados, se interessou mais em sair com as mulheres que tinham obtido melhores notas nos testes.

No segundo cenário, os homens realizaram um teste de inteligência e depois foram avisados de que conheceriam uma mulher cujo resultado no teste foi melhor do que o deles. A partir das análises dos pesquisadores, foi observado que esse fator fez com que os homens ficassem distantes das mulheres, demonstrando pouco interesse em um encontro, julgando-as como menos atraentes.

Os cientistas afirmam que isso fez com que os homens se sentissem ameaçados ao ter contato com as mulheres que tinham se desempenhado melhor nas provas. Com isso, os resultados mostram que muitos homens encontram na inteligência feminina um impeditivo para uma relação, denunciando assim uma dificuldade de aceitar que em algum cenário ele pode não ter o intelecto dominante no relacionamento.

Imagem de capa: Shutterstock/file404

TEXTO ORIGINAL DE MINHA VIDA

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil

Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.


COMENTÁRIOS