Um cachorro de Utah, no oeste dos Estados Unidos, fingiu que estava doente para que seus donos, que ficaram preocupados, tirassem um dia de folga e ficassem em casa, em vez de sair para trabalhar. Kennady Longgusrt, a dona, contou que chegou em casa para almoçar e ouviu seu cãozinho Sully fazendo barulhos que pareciam tosse e sufocamento. Preocupada, ela ligou para o marido, Alex Salsberry, para que ele também investigasse o que poderia estar acontecendo.

Kennady chegou a procurar técnicas veterinárias na internet, embora, fisicamente, Sully estivesse bem – parecia até feliz. Ao longo do dia a tosse diminuiu e Sully pareceu bem durante a noite. No entanto, quando o casal se preparava para ir trabalhar na manhã seguinte, a tosse do cão voltou, e dessa vez bem forte.

Seus donos, então, decidiram levá-lo ao veteritnário, e nenhuma alteração ou doença foi identificada – nem sequem gripe. O veterinário, depois de cobrar US$ 85, constatou que o cão fingiu estar doente. “Jsyk Sullivan nunca fica sozinho por mais de 3 horas. Não estamos o negligenciando. Ele é nosso mundo. E ele faz muito drama”, escreveu Kennady em seu Twitter.

“Depois de US$ 85, o veterinário nos disse que Sully fingiu doença para nos chamar a atenção. E funcinou”, publicou Kennady ao lado de uma foto sua com Sully.

Fonte: Estadão Conteúdo

TEXTO RETIRADO DE JORNAL DE BRASÍLIA

 

 

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS