Mapa não é território

“Eu não sei dizer o que quer dizer o que vou dizer,

Eu amo você, mais não sei o que isso quer dizer”

(Zeca Baleiro).

É muito comum percebermos, sempre depois do desentendimento, o quanto não conseguimos dizer exatamente o que queremos. Dessa forma, somos todos usuários recorrentes de expressões como:

“Não foi exatamente isso que eu quis dizer”

Ou

“Não foi isso que eu disse”.

Pior que isso, a mais descabida de todas as desculpas é atribuir a culpa da má comunicação ao nosso interlocutor afirmando:

“Você não entendeu o que eu disse”.

Sabendo que a comunicação é a principal forma de conexão entre os seres humanos e que é através da comunicação que as relações são estabelecidas, é fácil perceber o quanto é necessário desenvolver e melhorar as estratégias de comunicação para construirmos relações de qualquer tipo, sejam elas, amorosas, amigáveis, comerciais e etc.

Partindo do princípio que todos podem fazer melhor o que já fazem, considere a possibilidade de aperfeiçoar sua habilidade de comunicação. E é claro, você está se perguntando: como?

Para aumentar sua capacidade de comunicação é necessário utilizar estratégias que apesar de simples são pouco ou totalmente desconhecidas e quase nunca ensinadas aos seres humanos.

Experimente você mesmo:

Alfred Korzybski (1879–1950) estabeleceu a premissa mundialmente famosa: “Mapa não é território”, referindo-se ao fato de que as palavras utilizadas para expressar uma ideia não são a ideia. Portanto, devemos ter em mente que todas as vezes que comunicamos alguma coisa a um interlocutor, as palavras proferidas são representações que simbolizam o pensamento. E para dar significado ao que se ouve o interlocutor deve decodificar o que escuta construindo, mesmo que em pensamento, uma ideia que simbolize a realidade comunicada.

Analisando o exposto no parágrafo acima, é muito fácil perceber os motivos pelos quais os problemas de comunicação estão presentes em nossas vidas.

Ao ouvir, saiba que o que você está construindo em sua mente pode não ser exatamente aquilo que seu interlocutor tentou comunicar. A maneira mais simples de saber se você está entendendo o que foi dito é perguntar diretamente ao interlocutor usando a seguinte estrutura:

“Deixe-me ver se entendi, você quis dizer….. (e diga o que você entendeu)

ou

“Se estou entendendo, você está dizendo…. (e diga o que você entendeu).

Em poucos dias você descobrirá a magia da comunicação e entenderá porque os sábios ouvem mais do que falam.

Pense nisso.

Pense agora.

Compartilhar
Wagner Costa
Psicologo CRP/RR 20/04079 graduado pela Faculdade Cathedral (2011). Pós-graduação (Lato Sensu) em Pedagogia Hospitalar pela Universidade Gama Filho (2011) e Mestrado em Ciências da Saúde pela Universidade Cruzeiro do Sul (2015). Atualmente é professor da Faculdade Cathedral de Ensino Superior no curso de Psicologia, atuando também como membro do Colegiado do curso de Psicologia e representante dos docentes no Conselho Superior da Instituição. Psicanalista Clínico pela Sociedade Psicanalítica Ortodoxa do Brasil. Possui formação em Programação Neurolinguistica pela Sociedade Brasilleira de Programação Neurolinguistica e atua na área de treinamento e palestras motivacionais.



COMENTÁRIOS