Me diga o que lhe incomoda e lhe direi o que precisa mudar

Costumamos pensar que são os outros que nos causam emoções negativas, como o aborrecimento, o ódio, a frustração, a dor… Mas na verdade, muitas vezes, ninguém faz nada, somos nós mesmos que nos machucamos. Quem precisa mudar somos nós.

Quando alguma coisa lhe incomoda, é porque há algo interno a melhorar. Reflita quando sentir um mal-estar que você acha que foi provocado por outra pessoa. Pergunte-se a sua opinião sobre o que lhe disseram, provavelmente você verá quão crítico é consigo mesmo.

Por exemplo, pense nas áreas de seu rosto ou corpo que lhe agradam, se alguém disser qualquer coisa negativa sobre essas partes, isso não irá lhe causar nenhum efeito negativo. É obvio, porque você gosta dessas partes e você dá mais credibilidade à sua opinião interior do que ao que disserem.

Ao contrário, se lhe comentarem qualquer coisa sobre uma área da qual você não gosta, com certeza terá uma emoção negativa. Então, não é o outro que o machuca, é você mesmo. Como não tinha uma boa opinião sobre essas áreas do seu corpo, você se incomodou, e isto ocorreu pelo fato da opinião do outro coincidir com as suas próprias crenças.

A verdade é que se alguma coisa lhe incomoda, é porque alguém despertou essas opiniões negativas que você tem de si mesmo, e que talvez estivessem escondidas para evitá-las. Entretanto, quando alguém as menciona, elas ressurgem e nos machucam.

Aceite-se como você é, seja consciente tanto do bom quando do mau

Muitas pessoas acreditam que focando nas suas virtudes e esquecendo-se dos defeitos, melhorarão sua autoestima. Isso na verdade é evitar o negativo. O que se evita e não se analisa e aceita, ficará por dentro escondido, mas qualquer dia alguém pode nos atacar bem ali, naquele ponto frágil que não foi aceito.

É bom que valorizemos a nossa parte boa e deixemos de lado a parte menos boa, mas deixar de lado não significa esquecê-la ou enterrá-la. A parte negativa que todos temos deve ser aceita, ou então você terá uma fragilidade emocional.

É melhor deixá-la de lado, mas aceitá-la, de modo que qualquer coisa que digam não irá nos machucar, pois teremos uma opinião bem formada de todo nosso ser que prevalecerá sobre a opinião dos outros.

A aceitação pessoal em todos os âmbitos é de vital importância para a paz interior. Quase todos os problemas emocionais e de autoestima são causados pela falta de aceitação própria.

Todos temos nossas virtudes e defeitos

Uma crença errônea é pensar que tudo deve ser virtude. Todos temos virtudes e defeitos, ninguém escapa. Somos humanos imperfeitos, mas cada um mostra a faceta que mais lhe agrada.

Se você aprender a aceitar isso, não se castigará por seus defeitos. Aceite-os como partes que todos temos, e aprecie o positivo de si.

A próxima vez que alguém lhe provocar um mal estar, lembre-se de que as emoções negativas são produzidas por nós mesmos com nossos pensamentos e reflita, quando algo lhe incomodar, certamente é porque há algo a mudar.

As críticas lhe afetam?

Mudando de exemplo, imagine que você tem 40 anos e ainda mora com seus pais. Você gostaria de se tornar independente mas as coisas não vão bem economicamente e isso não parece possível. Se seus pais disserem “você nunca vai ser independente, e menos agora com essa crise que está vindo e que ninguém consegue trabalho”. Se essa pessoa se sente incomodada, fica brava e sente emoções negativas em seu interior, será porque a opinião interior que tem sobre essa situação é igual a de seus pais.

Na verdade ninguém nos atacou com essa crítica, mas somos nós mesmos que, com nossas opiniões internas, produzimos esse mal estar.

Imagine se essa pessoa que recebeu esse comentário de seus pais opinasse que com certeza encontrará trabalho e em pouco tempo poderá ir embora de casa? Esse comentário lhe teria produzido raiva e mal estar? Provavelmente não, porque internamente ela não opina da mesma forma que seus pais, portanto esse comentário entrará por um ouvido e sairá pelo outro.

Se formos capazes de entender isto, a nossa vida dará um salto. Ninguém nos faz mal, ninguém provoca a nossa ira, somos nós mesmos, tudo está na nossa mente e nas nossas opiniões internas.

Portanto, confie em você, na vida, na sorte, nas suas capacidades. Ame-se e principalmente, aceite-se com suas coisas boas e ruins.

TEXTO ORIGINAL DE A MENTE É MARAVILHOSA

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS