O que é Orientação Profissional?

“O que você quer ser quando crescer?”

Essa pergunta não é tão simples de ser respondida. Segundo uma pesquisa noticiada ano passado apenas 53% dos alunos que entram no ensino superior concluem; 65% das pessoas dizem fazer o que não gosta. Essas duas pesquisas nos mostra a importância de uma escolha eficiente da profissão que irá seguir, para que não ocorra perda de tempo e dinheiro em um curso não desejado e nem uma perpetua insatisfação com seu trabalho.

Há uma série de fatores que contribuem para essa resposta como aptidões, crenças, questões financeira e influência de pais e amigos. Por isso, procuram ajuda profissional para ajudar nessa escolha. Mas você sabe o que é orientação profissional?

Orientação profissional, como o nome sugere, é um serviço onde o profissional auxilia o cliente em sua escolha. Mais do que dar apenas uma resposta de qual profissão seguir, ele auxilia no processo de decisão para que o cliente tome sua decisão de forma confortável e segura.

A orientação é direcionada para estudantes dos últimos anos do ensino fundamental, os quais tem a oportunidade de escolher sua carreira profissional através dos cursos técnicos; para vestibulandos e estudantes dos últimos anos do ensino médio que terão a decisão de qual curso superior fazer; aos universitários que se encontram indecisos sobre suas escolhas; ou, até mesmo, adultos que sintam a necessidade de um auxilio sobre a orientação de sua carreira.

As atividades podem ser desenvolvidas em grupo, possibilitando a utilização em escolas, ou individualmente. Um ponto importante a ser considerado a participação dos responsáveis, eles cumprem papel importante na escolha dos jovens e muitas vezes também se encontram perdidos em como ajudar seus tutelados nessa escolha.

O processo de orientação profissional constituem das seguintes etapas:

1- autoconhecimento: no qual o cliente ira se conhecer, conhecer suas facilidades, interesses e limitações, e definira seus objetivos.
2- conhecimento da realidade profissional: a partir de conhecer suas habilidades ira descobrir profissões que tenham a ver com elas e como é a realidade dessas profissões, o mercado de trabalho;

3- apoio à tomada de decisão: por último, a tomada de decisão.

Para isso o profissional psicólogo utiliza de métodos, técnicas e instrumentos. Como por exemplo, testes profissionais regulamentados pelo Conselho Federal de Psicologia e entrevistas.

Muito pouco se tem valorizado esse processo, por acreditar ser uma perda de tempo e dinheiro, um gasto desnecessário. No entanto, é exatamente o contrário um jovem que toma sua decisão profissional de forma segura, será um profissional que economizou tempo e dinheiro em sua formação, por não ter passado por outras profissões que nada tinha a ver com seu perfil, e hoje é bem sucedido, já que faz o que gosta.

FONTES UTILIZADAS:

http://abrhba.org.br/noticia/70-estao-insatisfeitos-com-o-trabalho-revela-pesquisa

http://www.gazetadopovo.com.br/educacao/vida-na-universidade/por-que-sobram-tantas-vagas-no-ensino-superior-brasileiro-2my0uov9b31b1tvri0xrw92z2

Compartilhar
Carolline Lopes
Carolline Lopes recém formada em psicologia (CRP 05/ 50327), pós-graduanda em MBA Executivo em Coaching pela Universidade Candido Mendes e Instituto Pro-Minas. Escritora em um blog com seu nome. Apresentou diversos trabalhos em congressos nacionais com temas relacionados a psicologia da saúde e Jurídica. A partir da pôs graduação tem explorado a temática da orientação profissional



COMENTÁRIOS