O que é orientação psicológica online?

O Atendimento Psicológico Online é de natureza breve e focal, com duração máxima de 20 sessões, com 50 minutos cada. O objetivo consiste em auxiliar o cliente na resolução de questões pontuais como término de relacionamento, timidez, ansiedade, insegurança, dificuldades de relacionamento, conflitos emocionais, baixa auto-estima, estresse, tristeza, solidão, medos.

Com o crescente acesso da população a diferentes tipos de serviços virtuais, incluindo serviços de saúde de modo geral, a internet passa a ocupar a rotina de milhares de brasileiros. De acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2011, 77,7 milhões de brasileiros com 10 anos ou mais de idade acessaram a Internet; 10 milhões a mais de internautas que em 2009. De 2005 para 2011, o total de pessoas que utilizaram a Internet aumentou 143,8%, ou seja, em seis anos o crescimento foi de 45,8 milhões. Diante desta nova realidade sócio-cultural, a psicologia enquanto profissão vem se adaptando e passa a oferecer serviços psicológicos online, incluindo a orientação psicológica.

Com o objetivo de orientar e regulamentar a oferta de serviços psicológicos mediados pelo computador, o Conselho Federal de Psicologia (CFP), promulgou três resoluções:

  • CFP No 003/2000;
  • CFP No 012/2005;
  • e a mais recente CFP No 011/2012.

Esta última resolução entende por orientação “o atendimento realizado em até 20 encontros ou contatos virtuais, sincronos ou assincronos”, acrescentando que devem ser pontuais, informativos e focados no tema proposto. Farah (2013), complementa que a orientação online não substitui o atendimento presencial, pelo contrário vem contribuir para a ampliação do trabalho do psicólogo para populações que não tem acesso a este tipo de serviço.

A orientação psicológica online pode ser realizada de várias formas. Através de comunicação assíncrona, como o e-mail, ou de comunicação síncrona, como o chat, mensagens instantâneas e vídeo conferência. Na comunicação assíncrona, o atendimento não ocorre em tempo real; as pessoas não estão diante o computador ao mesmo tempo.  Na comunicação síncrona, o atendimento acontece em tempo real, ou seja, o cliente e o psicólogo estão interagindo entre si ao mesmo. As ferramentas utilizadas no atendimentos podem ser softwares tais como: Skype, MSN, Whatsapp, e-mail ou sala virtual integrada ao website.

Para quem é indicado?

  • Pessoas que, a depender de suas dificuldades, necessitam receber um primeiro acolhimento, o que facilita esclarecimentos a respeito de suas questões e o incentivo para buscar um atendimento psicoterápico (Farah, 2013);
  • Pessoas que apresentam timidez ou fobia excessiva;
  • Brasileiros que moram no exterior;
  • Pessoas com dúvidas diante uma determinada situação e que desejam trabalhar uma tomada de decisão;
  • Pessoas que buscam resolver conflitos pontuais como término de relacionamento, timidez, ansiedade, insegurança, dificuldades de relacionamento, conflitos emocionais, baixa auto-estima, estresse, tristeza, solidão, medos.

Para quem não é indicado?

  • Menores de 18 anos sem a autorização dos pais;
  • Pessoas que apresentam transtornos mentais graves;
  • Casos de suicídio.

Farah (2013), acrescenta que este tipo de atendimento também beneficia pessoas que, a depender de suas dificuldades, necessitam receber um primeiro acolhimento, o que facilita esclarecimentos a respeito de suas questões e o incentivo para buscar um atendimento psicoterápico.

O psicólogo que queira oferecer a orientação psicológica, precisa seguir algumas regras criadas pelo Conselho Federal de Psicologia. Deverão estar com seu site cadastrado no Conselho Federal de Psicologia ou fazer parte de um site já cadastrado. Este Conselho, ao autorizar um site, emite uma credencial de autenticação na forma de selo eletrônico, constando: ano de sua concessão e prazo de validade. Além disto, precisa estar devidamente inscrito em um Conselho Regional de Psicologia (CRP); adimplente no conselho e ter um site de acordo com as exigências da resolução do CFP.

A mensagem principal é que não devemos nos privar deste novo modelo de atendimento, mas sim entender as suas peculiaridades e trabalhar de modo ético e responsável para que possamos oferecer um atendimento online de qualidade.

Referência Bibliográfica

Farah, R. 2013. Atendimento Psicológico Virtual: O que é possível hoje nessa área? Nucleo de Pesquisas em Psicologia e Informática (NPPI). PUC, Sao Paulo.

Souza, G. 2011. Os Psicólogos e a Informática. Nucleo de Pesquisas em Psicologia e Informática (NPPI). PUC, Sao Paulo.

Compartilhar
Marina Lemos
Marina é de Salvador, Bahia, e morou em Londres por 5 anos. É psicóloga e concluiu o Mestrado em Gestão de Riscos e Desastres, em Londres. Deixou a cidade Londrina em agosto de 2015 para seguir outro sonho: tornar-se uma psicóloga nômade digital e morar em vários países da Ásia por um longo período de tempo. É amante da leitura, de viagens, da natureza e de psicologia. Atualmente, empresária proprietária da TOP Terapia Online, empresa especializada na prestação de atendimento psicológico online para brasileiros que moram em qualquer parte do mundo.



COMENTÁRIOS