Os 8 tipos de “Chefe” e a lição primordial que você aprende com eles!

É fato que cada ser humano é único e dotado de uma personalidade única. O mesmo também é visto no ambiente de trabalho em relação ao “chefe”. Cada ser humano leva consigo seus valores, crenças, experiências, pensamentos e cultura. Uma pesquisa da “vagas.com” identificou oito tipos de chefe; sendo eles Bipolar, Visionário/Ousado, Detalhista/Perfeccionista, Agressivo/Autoritário, Enrolador, Paz e Amor, O Amigo e por fim o Inseguro.

Cada perfil traz consigo sua singularidade, o bipolar é aquele que tem transtornos de humor, em determinados momentos ele é o seu melhor amigo em outros ele pode acabar com você. O visionário/ousado é um líder nato, que se preocupa com as pessoas, cresce e luta junto com elas, reconhece esforços e é exigente. O detalhista/perfeccionista o próprio nome já diz, quer que o trabalho seja impecável, sendo metódico e passando a imagem de que tudo que você faz não esta bom.

O chefe agressivo/ autoritário é o típico chefe mal-humorado, que vive na fúria, que impõe autoridade gritando com a equipe. O enrolador, não gosta de trabalhar, deixa tudo na mão da equipe, e quando a mesma vence ele é que fica com a glória do projeto. O chefe paz e amor não confronta ninguém, evita conflitos, porém não impõe sua posição perdendo o controle da equipe. O amigo se preocupa em criar um ambiente agradável, interage com os colegas estando além do lado profissional. E por fim o inseguro, tem medo de novas ideias, e sempre quer refazer os projetos por conta da insegurança.

O fato importante da pesquisa é, estamos falando de comportamento, alguns herdados de outras experiências, de crenças, de cultura e de pensamentos, sim pensamentos que controlam as nossas ações. O que ganha o chefe bipolar? Sua mudança de humor esta relacionada ao que? Pensamentos que rodeiam nossas mentes é que são responsáveis por nossas ações. O que ganha o chefe inseguro? O que ele pensa?

Porque o chefe autoritário? Quais experiências ele já viveu que dizem que ser rígido 24 horas por dia o levará ao sucesso? Ser amigo a todo momento não dá condições ao chefe de cobrar algo, afinal ele é nosso amigo. Ser chefe é diferente de ser líder, pois o líder controla seus pensamentos e ações. Ele sabe dosar qual personalidade utilizar para determinada demanda. Contudo o Líder perfeito não existe afinal ele é um ser humano como todos nós e necessita de orientação, supervisão e ensinamentos.

Aprender novos modos de gestão e aplicá-los na organização, requer do líder um autoconhecimento de si próprio, pois, com o autoconhecimento ele tem maiores propriedades para elaborar seus planos de ação. Desenvolver visão estratégica para sanar possíveis conflitos, e saber a hora certa de agir requer treino, estudo, experiências e alta capacidade de gestão de pessoas. É primordial gostar de pessoas, e tratá-las como seres humanos e não máquinas.

Não existe perfil perfeito, não existe líder perfeito, a grande diferença é o quanto disposto você Líder esta para mudar a si próprio, e depois sua equipe e por fim seu ambiente de trabalho. Mudança gera desconforto e exige de nós flexibilidade, para se adaptar. Se você é um líder, pense da seguinte forma, o que eu ganho quando mudo meus pensamentos? Como ficará minhas ações? Que imagem estarei passando a minha equipe?

Lembre-se quando você muda positivamente, sua imagem também muda, e consequentemente as relações também. Pois quando você passa pelo processo de mudança, toma consciência de suas forças e fraquezas, ganhando um norte para o que deve ser melhorado, no final das contas quem ganha é você!

Compartilhar
Gabriela Cecarechi
Gabriela Cecarechi é Psicóloga Organizacional e do Trabalho e Coach.



COMENTÁRIOS