Os relacionamentos que insistem em viver na Era do Gelo

“Foi o orgulho que transformou anjos em demônios, mas é a humildade que faz de homens, anjos.”      

Santo Agostinho

Uma coisa é certa, as rasteiras que levamos da vida nos tornam seres mais fortes, mas também desconfiados quando o assunto é relacionamento em geral. Todo mundo já passou pelo menos uma vez, por uma situação em que se sentiu traído, seja por um parente, colega de trabalho, namorado (a) e até mesmo por aquele que se dizia seu melhor amigo.

Por esses e outros motivos, quando se trata de relacionamento amoroso, muitas pessoas evitam mergulhar profundamente e optam por comportar-se de forma superficial, não porque são frias, mas porque foram obrigadas a ser prudentes quando o assunto é se envolver.

O medo de se entregar às vezes é tão grande que não o reconhecemos em nós mesmos, e assim acabamos adotando certos comportamentos que nos distanciam das pessoas que gostaríamos de ter por perto.

A frieza (o “gelo”), o orgulho e a indiferença são armas poderosas nas mãos de quem sabe usar, e muitos usam. E é lamentável dizer isso, mas o que vemos acontecer é que, na luta para provar quem é o mais forte, “se acha” vencedor aquele que deixa o orgulho falar mais alto. Ligar para aquela pessoa pela qual estou interessada? Nem pensar! Mandar um whatsapp para o crush ou responder imediatamente? De jeito nenhum! Pedir desculpas? Sem chance! Demonstrar interesse? NEVER! Pois bem, se você se reconheceu nessas situações aí, pode subir no pódium porque o troféu do orgulho é todo seu.

Mas afinal de contas, a pergunta é: Aonde você quer chegar? Até que ponto vale à pena deixar ir embora uma coisa que você tanto quer, tem não mãos, mas não se move para conseguir?

Sinto informar, mas na maioria das vezes você terá que engolir seu orgulho e sua vaidade, e se precisar sirva-se de uma bela taça de vinho para ajudar. E se o seu problema for medo de se envolver pelo fato de não saber lidar com as frustrações e desilusões, já te adianto que você precisa adquirir essa habilidade hoje, porque você vai precisar dela pelo resto de seus dias. Desapontamentos e mágoas sempre irão aparecer no nosso caminho, mas quem escolhe colocá-los como obstáculos é VOCÊ.

A decepção é necessária para o desenvolvimento humano, e saber lidar com a rejeição, reconhecer que certas coisas não são para nós e aceitar que você não é prioridade na vida de alguém é essencial e demonstra maturidade.

Não deixe que os medos te impeçam de ser quem você é e muito menos de expressar o que você sente.

Não coloque nas mãos do outro a responsabilidade que te compete, que é de ser feliz. O tempo é cruel, e um dia o preço do orgulho será cobrado com valor alto e justo.

 

Compartilhar
Daniella Gualberto Neves
Psicóloga, especializada em Gestão Estratégica de Pessoas pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), e pós - graduada em Psicomotricidade pela Faculdade Venda Nova do Imigrante (FAVENI). Experiências nas áreas clínica (abordagem cognitivo-comportamental), educacional e social.



COMENTÁRIOS