Há pouco mais de um ano, o inglês Richard Pringle sentiu a dor da perda do filho Hughie, que tinha apenas 3 anos. O menino faleceu após uma hemorragia cerebral: “Ele tinha um problema de saúde, mas estava tão bem. A chance de um sangramento era de apenas 5%, mas, infelizmente, a chance de 5% aconteceu no ano passado e ele não sobreviveu”, disse o pai em entrevista ao site inglês The Mirror.

“Ele era gentil, carinhoso e amável. Ele fazia das coisas tediosas, divertidas. Ele fazia tudo ficar mais divertido. Em apenas três curtos anos, ele nos deixou uma vida inteira de memórias incríveis”, relembrou o pai. Então, um ano depois da perda, Richard publicou em seu Facebook uma lista das 10 coisas mais importantes que aprendeu desde a morte do filho.

1. Você nunca irá beijar e amar demais.

2.Você sempre tem tempo. Pare o que está fazendo e brinque, mesmo que seja apenas por um minuto. Nada é tão importante que não possa esperar.

3. Tire tantas fotos e grave tantos vídeos quanto seja humanamente possível. Um dia isso pode ser tudo o que você terá.

4. Não gaste dinheiro, gaste tempo. Você acha que o que você gasta importa? Não importa. O que você faz importa. Pule em poças d’água, vá caminhar. Nade no mar, acampe, divirta-se. É tudo o que eles querem. Eu não consigo lembrar o que comprei para o Hughie, só consigo lembrar o que nós fizemos juntos.

5. Cante. Cantem músicas juntos. Minhas lembranças mais felizes são de Hughie sentado em meus ombros ou sentado ao meu lado no carro cantando nossas músicas favoritas. As memórias são criadas com música.

6. Aprecie as coisas mais simples. A hora de dar boa noite, hora de dormir, ler histórias. Jantar juntos. Domingos preguiçosos. Aprecie os momentos mais simples. Eles são os que mais sinto falta. Não permita que esses tempos especiais passem despercebido.

7. Sempre dê um beijo de despedida naqueles que você ama e, se você esquecer, volte e dê um beijo. Você nunca sabe se será a última vez que você terá a chance.

8. Faça das coisas chatas, divertidas. Compras, andar de carro, ir em lojas. Seja bobo, conte piadas, ria, sorria e divirta-se. São apenas tarefas domésticas, se você as tratar assim. A vida é muito curta para não se divertir.

9. Mantenha um diário. Anote tudo o que seus pequeninos fazem e que iluminam seu mundo. As coisas engraçadas que eles dizem, as coisas fofas que eles fazem. Nós só começamos a fazer isso depois que perdemos Hughie. Queríamos lembrar de tudo. Agora fazemos isso por Hettie e nós também faremos por Hennie. Você terá essas memórias escritas para sempre e, quando você for mais velho, você poderá olhar para trás e apreciar todos os momentos.

10. Se você tem seus filhos com você. Para beijar a boa noite. Para tomar café da manhã junto. Para caminhar até a escola. Para levar para a universidade. Para assistir se casar. Você é abençoado. Nunca esqueça isso.

TEXTO ORIGINAL DE MINHA VIDA

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil

Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.


COMENTÁRIOS