Pessoas sempre insatisfeitas deixam de aproveitar o presente

Por Adriana Araújo

Pessoas insatisfeitas estão constantemente em busca de algo, mas não pelo desejo de crescimento e vontade de realizar novos sonhos, e sim por terem a sensação de não estarem completas. Pessoas que buscam o que não têm de forma compulsiva, às vezes, querem apenas algo diferente do que já tem, somente para poderem fugir do que tanto as incomoda: o momento presente e a realidade que estão vivendo.

Não se deve confundir uma pessoa proativa, sonhadora, que batalha pelo próprio crescimento, empreendedora e que quer o melhor para si e para as pessoas a sua volta com quem é insatisfeito. São estilos de pessoas diferentes, embora, ambas busquem a mudança. As pessoas consideradas insatisfeitas são aquelas que sentem necessidade de algo novo pela frustração do que elas têm no momento presente e não pelo desejo de concretizar os objetivos.

Existem pessoas que estão sempre buscando algo que ainda não tem, e com isso acabam sempre mudando de ideia e, às vezes, ficam perdidas no que querem. Isso acontece, porque o foco delas não está em entender o presente e a própria vida, mas em tentar a todo custo ter algo diferente, fora dessa realidade, com isso, fazem tudo a qualquer preço para poder mudar. O foco não esta no objeto a ser realizado, mas no sofrimento do presente e toda a dificuldade de aproveitar a vida como ela é agora.

Essa insatisfação e a busca constante por algo novo podem ser motivadas por:

problemas no presente
dificuldade de focar nas coisas boas do momento
aprendizado com os pais ou por quem os criou que a vida deve ser vivida dessa forma
sonhar com o futuro ideal, sem condição de viver o presente real.

Esse tipo de atitude atrapalhar o dia a dia e até os relacionamentos de uma pessoa que está com toda a energia voltada para sonhar o futuro em vez de viver o presente e conseguir obter prazer no que esta aqui e agora. Quem é insatisfeito, tende a sonhar a vida em vez de vivê-la. Idealiza as ações e comportamentos no lugar de viver em paz e feliz.

Quando se percebe que a insatisfação pode ser um problema em si, pois atrapalha a própria vida pessoal, profissional e das pessoas em volta, o ideal é a busca de orientação e atendimento especializado. Sessões de psicoterapia, programação neurolinguística (PNL), coaching, hipnose, entre outras, podem ser excelentes para cura de alguns traumas e sofrimentos, bem como ajudar a ter prazer com o que se tem para se vive em paz.

Durante as sessões, também é possível ensinar e ajudar as pessoas a criarem novas metas e objetivos de vida sem a insatisfação presente. Mudar é bom e necessário, mas não deve estar ligado somente a sofrimento e mal estar. Viver na zona de conforto não é ideal para ninguém. Mas o agir, mudar e crescer deve ter razões mais importantes do que reclamar do que se tem o tempo todo.

TEXTO ORIGINAL DE MINHA VIDA

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS