Profissionais de Saúde Mental

PSICÓLOGO, PSICANALISTA, PSICOTERAPEUTA E PSIQUIATRA
Entenda o papel destes profissionais da Saúde Mental.

PSICÓLOGOS: São profissionais de saúde mental, cuja principal função é de avaliação psicológica, pois é essa que é específica do Psicólogo e que o distingue de qualquer outro profissional de saúde mental. Outra das suas funções é o acompanhamento psicoterapêutico. O Psicólogo tem contato com várias abordagens psicológicas e pode optar por um desses campos teóricos, ou integrar saberes de diversas correntes.

PSICOTERAPEUTAS: São Psicólogos ou Psiquiatras que realizaram uma formação especializada em Psicoterapia numa determinada abordagem teórica. Existem diversos ramos de Psicoterapias (Psicanalítica, Cognitiva, Comportamental, Gestalt-terapia, Jungiana, Corporal, Centrada na Pessoa, Sistêmica, Fenomenologia Existencial, Integrativa, Breve, etc.) e o tempo de formação teórica e prática é variável.

PSICANALISTAS: podem ser Psicólogos ou Médicos com formação em Psicanálise na Sociedade de Psicanálise. Possuem essencialmente a função analítica e o objectivo é a reestruturação/organização da personalidade através do aclaramento progressivo da dinâmica psicológica inconsciente.

PSIQUIATRAS: São médicos com especialização em Psiquiatria. Estes profissionais de saúde mental são responsáveis pelo tratamento farmacológico dos sintomas e, apesar de considerarem a complexidade e dinâmica da pessoa, focalizam-se principalmente sobre os aspectos fisiológicos das manifestações psíquicas indesejáveis (sintomas).

Nota:
Sempre que procurar um destes profissionais, não tenha receio de pedir o número do seu registro profissional (CRP ou CRM) para verificar se o mesmo é devidamente autorizado.

Compartilhar
Pedro Leite
Psicólogo – CRP 16-2024 Graduado em Psicologia pela FAESA – Faculdades integradas do Espírito Santo (ES-2007), Pós-Graduado em Gestalt-terapia Clínica pela Faculdade MULTIVIX (ES-2009), Pós-Graduado em Terapia Cognitivo Comportamental pela UNIARA - Universidade de Araraquara (SP 2012).



COMENTÁRIOS