Quero me atrever a fazer loucuras, a me desfazer de tudo o que tanto me fez mal. Quero começar a viver sem medo. Desejo começar outra vez, arriscando-me, pisando meus medos enquanto aprendo com meus erros.

Muitas pessoas vivem toda a sua vida com um medo terrível de fazer diversas coisas. Isso lhes causa muita ansiedade e frustração. É como se tivessem um enorme peso sobre elas que as impede de caminhar para a frente.

As experiências negativas do meu passado

 

Quem não tem alguma experiência que gostaria de poder esquecer? Infelizmente, algumas nos marcam tanto que é muito difícil nos desprender delas. Tornam-se, então, uma bagagem muito pesada que arrastamos. Isso acontece quando não somos capazes de superar o ocorrido. Encontramo-nos presos ao passado. Toda situação que seja semelhante a essa terrível experiência nos provocará uma reação de fuga.

Como posso arrancar essas ervas daninhas da alma? Como conseguir, de novo, seguir em frente sem que o presente se encontre influenciado pelo passado?

  • Aceite o que aconteceu: Muitas pessoas passaram pelo mesmo que você, e continuaram em frente. Não importa a gravidade da situação. Se você admite o que passou, já terá dado um grande passo.
  • Aprenda com o que lhe fez mal: Toda circunstância negativa tem sempre algo positivo. Assim, você conseguirá alcançar um pouco mais.
  • Nem sempre tudo acontecerá da mesma forma: Imagine que seu parceiro foi infiel e você não se atreve a mergulhar em uma nova relação porque tem medo de passar pelo mesmo. As coisas não têm por que acontecer de novo.
  • Olhe para a frente: Deixe o passado para trás. Cada vez que ele aparecer, ignore-o. Você aprendeu, aceitou, e está disposto a viver novas experiências. Haverá muitas positivas e outras negativas. Ambas irão torná-lo uma pessoa mais forte.

Viver sem medo dos “e se…”

Alguns de nossos maiores medos não provêm de circunstâncias passadas, mas do futuro impossível de prever que nos espera daqui para a frente. Há pessoas que não deixam de supor o que que pode acontecer se disserem isso ou aquilo, se agirem de certa maneira, se tomarem certa decisão…

Todas essas suposições interrompem a vida e evitam que você se arrisque a realizar o que tanto deseja. Por exemplo, você pensa que quer montar uma empresa por sua conta. Você tem tudo a seu favor. Basta apenas colocar-se em movimento para que tudo comece a se mover.

O que está esperando?

Os “e se…” aparecem e tudo colapsa. E se tudo der errado? Possuo as aptidões necessárias para que isso dê certo? E se eu levar a empresa à ruína? Tudo isso está evitando que você faça o que quer agora. As coisas podem dar certo ou errado. No entanto, se você ficar parado, nunca saberá.

Confie em si mesmo

A maioria dos nossos temores surge por causa de nossa autoestima. Quanto mais baixa, mais forte será nosso medo. Por isso, é muito importante confiar em nós mesmos, não ter medo de errar, de tropeçar e de fracassar. Nem sempre as coisas dão certo, mas o importante é se arriscar.

Nossas dúvidas e nossos maus pensamentos são apenas recursos que nos põem à prova. Porque é normal ter medo diante do novo. Também é comum sentir medo do que já experimentamos uma vez. No entanto, caia e se levante, tropeça e volte a caminhar. Se você ama uma pessoa, não a deixe ir porque no passado você se machucou e deixou de acreditar nos outros.

Por que não voltar a trabalhar naquele projeto tão promissor? O fato de que anteriormente ele tenha sido um desastre não significa que você não possa voltar a tentar. Talvez, desta vez, tudo saia bem. Ter medo é normal, assim, se você quer fazer algo e está com medo, faça da mesma forma. Não permita que essa sensação de angústia, que pode ter diversas origens, bloqueie você.

Em suas mãos está a chance de deixar tudo para trás e começar a viver sem medo.

Imagem de capa: Shutterstock/Images by Lisa

TEXTO ORIGINAL DE MELHOR COM SAÚDE

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS