Se você não chora, seu corpo o fará por você. Porque, se você se esforça tanto por aguentar, por se conter e reter tudo isso que luta para sair de você, no final, tudo terminará explodindo. Não fomos feitos para nos encher e guardar sentimentos e emoções que poderíamos haver expressado, manifestado e liberado no momento certo.

O medo de como os outros vão reagir, o que dirão de nós ou se seremos rejeitados, faz com que guardemos em nosso interior aquilo que, cedo ou tarde, sairá em tropel por si mesmo.

Se você não chora, começará a sofrer

Se você não chora, prepare-se para sofrer, para viver uma vida cheia de tristeza, desolação, depressão, angústia… Você tem todas as oportunidades para que isso não seja assim. Guardando tudo para si, você não estará andando pelo caminho certo.

Vamos dar um exemplo. Imagine que seu parceiro sempre põe os pés na mesa. Você nunca disse a ele nada, talvez porque, a princípio, você queria acreditar que isso não lhe incomodava. Quando estamos apaixonados, não enxergamos bem as coisas. O que acontece quando essa fase termina? A realidade nos açoita e aquilo que antes fazíamos porque não nos incomodava, agora nos irrita muito.

Sem dúvida, algo que você fará será culpar à outra pessoa. De maneira esporádica, você vai lançar um “Você sabe que eu não gosto”, ou apenas fará uma cara feia para dar a entender a seu parceiro do que não gosta. No entanto, se não produzir nenhuma mudança a seu favor, você vai aguentar e aguentar, continuar fazendo cara feia, até que um dia, por qualquer coisa, você explode.

O grande erro disso foi acreditar que não lhe incomodava algo que, sim, incomoda, e não manifestar isso em seu momento oportuno, considerando que, cedo ou tarde, isso não aconteceria mais.

Estamos diante de um de nossos equívocos mais terríveis: o mundo das expectativas.

Seu corpo lhe alerta quando você não está bem

Se você adotou como forma de vida o fato de suportar, absorver e guardar para si tudo o que sente, então, seu corpo começará a lhe alertar. Dores de cabeça frequentes, um mal-estar estomacal, eczema ou qualquer outro problema pode ser um alerta de que algo em seu interior não vai bem.

É importante não ignorar tudo isso. Pode ser que não saibamos o que está nos ocorrendo. Às vezes, tudo isso é fruto de uma experiência passada da qual não lembramos muito bem. Se está limitando sua vida, se tem períodos de ansiedade ou sente-se mal a maior parte do tempo e não se percebe feliz, escute seu corpo.

Ele é sábio. Através dele, podemos nos analisar para chegar ao centro de todo assunto. O corpo não reage à toa. Corpo e mente estão conectados. Se você ignorar o problema, não poderá deixar de notar as dores e o mal-estar que o corpo manifestará.

Tudo isso vai além. Se você não se pergunta, não busca em seu interior e percebe o grande dano que lhe está fazendo, o mal-estar estomacal pode se transformar em problemas de pele, como o eczema, evoluir para um problema circulatório, e então para uma dermatite do couro cabeludo.

O corpo vai revelando problemas, até que você ponha um ponto final ao que está lhe fazendo infeliz.

Crenças, traumas e experiências

Nossos problemas são causados por crenças, traumas e vivências que não escolhemos instalar em nossa mente, ou experimentar. No entanto, tudo isso pode ser uma oportunidade para abrir os olhos, aprender e deixar ir.

Esse medo de dizer “não” pode vir de uma crença ou um trauma que você vem arrastando desde que era criança. Esse grande temor de dizer o que sente no momento em que você o nota, pode ser causado por uma experiência negativa que lhe causou uma baixa autoestima e falta de confiança em si mesmo.

Não se submeta a tudo isso. Não há por que se conformar.

Todo trauma e experiência é uma oportunidade para você se transformar em quer ser de verdade. Assim, lembre-se: se você não chora, seu corpo o fará. Comece a chorar quando precisar para liberar seu corpo de qualquer tipo de mal-estar.

Pronto para escolher o bem-estar em lugar da infelicidade?

Imagem de capa: Shutterstock/GRSI

TEXTO ORIGINAL DE MELHOR COM SAÚDE

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS