Será que sua promessa de emagrecer é saudável?

Por Adriana de Araújo
Para muitos, as festas de final de ano é um momento especial de união, fé, comemoração e encontro familiar. Dentro desse contexto, a comida faz parte da tradição. E, normalmente, pela diversidade de pratos e estilos típicos dessa época a mesa é farta de variedades.

Com essa realidade, o começo de ano se torna sinônimo da volta a dieta, da maior atenção ao peso e corpo, ainda mais depois do excesso que muitas pessoas fazem nas festas de fim de ano.
É comum, no entanto, que quem abusou da comida nessa época se desespere. Tem quem ache que fez um grande ?estrago? para ter aumentado o peso. E agora? Como atingir a forma física que tanto se sonha? Esse pensando é muito perigoso, pois:

  • Provavelmente antes destas festas a pessoa já não estava no peso e forma ideal e culpa um período pontual, sem ter a percepção adequada do todo e consciência de possíveis abusos ao longo dos outros eventos e meses do ano
  • A pessoa deixou de compreender a constância e persistência que por um maior período leva ao sucesso desejado (ao invés de focar apenas nas festas de final de ano como total responsável)
  • Pesando de forma limitada somente nas festas, deixou de ter um conhecimento adequado nutricional, esportivo e psicológico para seguir motivado com a forma de se alimentar, praticar atividade física e planejamento saudável atrai a vitória para alcance de objetivos.

Por que o desespero pode ser um inimigo da dieta?

Porém, há quem exagere nessa preocupação de peso e ao invés de seguir as dicas dos profissionais cria seu próprio método de tratamento sem ter conhecimento suficiente para saber se está fazendo bem ou não a si mesmo. A diferença de alguém engajada, atenta e interessada em ter e manter saúde de uma pessoa que está obcecada é:

  • Não saber respeitar o tempo adequado da mudança
  • Querer resultados irreais
  • Desejar a qualquer custo o peso ideal sem se preocupar com a saúde
  • Exagerar nas escolhas e não aceitar a variação adequada do corpo
  • Deixar eventos sociais, evitar estar com pessoas e situações para poder se alimentar unicamente do modo criado e fantasioso como saudável.

Quem perde compromissos sociais, familiares e até mesmo profissionais acaba tendo prejuízos enormes com as pessoas, que certamente, sentiram a falta e terão dificuldade de compreender as razões para esse afastamento inadequado.

Quem já fez sua lista de começo de ano, e escreveu lá que um dos objetivos é ter sucesso no emagrecimento, deve computar também os momentos de descanso e leveza. Não é possível ser desatento. Tenha consciência das suas escolhas para seu dia a dia e também estratégias para festas, eventos. E que essas “escapadinhas” já sejam esperadas e bem-vindas. Não transforme a vida em um fardo. É uma delícia ter festas e eventos para participar e saber como se comportar e lidar com a comida ali também.

A importância de buscar ajuda

O acompanhamento com profissionais (psicólogo, nutricionista e educador físico) pode ajudar e muito no sucesso desejado. Deixar de ter apenas um sonho e passar a ter resultados positivos faz diferença na vida.

O melhor agora é seguir com um bom planejamento e ter resultados para esse ano se possível ainda. A cada etapa, a cada vitória, esteja atento e consciente para reconhecer a conquista, comemorar e vibrar pelo que já tem, agradecer e seguir para os próximos passos. O sucesso é um caminho constante de ação e escolhas.

Havendo dificuldade para conseguir formular os meios para atingir seus desejos, procure um profissional qualificado. Durante as sessões de psicoterapia técnicas de pnl, coaching de vida e emdr são muito bem-vindas.

Imagem de capa: Shutterstock/Wayne0216

TEXTO ORIGINAL DE MINHA VIDA

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS