Será que você anda procrastinando?

Geralmente, fazemos muitos planos nos finais de semana, planos que envolvem uma série de mudanças de hábitos nocivos e atribuímos a segunda-feira, o poder mágico de nos fazer mudar o nosso comportamento. Prometemos que, a partir de Segunda, nos transformaremos em uma nova pessoa: mais organizada, mais ativa, mais disciplinada, mais determinada…Quando tomamos este tipo de decisão, não estamos mentindo, estamos certos de que é isso que queremos e já estamos fartos de arcar com o custo de deixar para depois os nossos objetivos. O que esquecemos é que a força para conduzir estas mudanças não vem de um novo dia, ela precisa vir de de nós mesmos. Mas se estamos tão incomodados e desejamos tanto uma transformação por que não conseguimos levar adiante nossas decisões de do final de semana e, com frequência, já chegamos na sexta-feira totalmente desmotivados para levar adiante nossas metas? Talvez você seja um procrastinador ou uma procrastinadora de primeira linha!

Você sabe o que é procrastinação?

Procrastinação é o adiamento de ações que sabemos ter que executar, pode ser algo que temos que iniciar ou que já começamos e temos que concluir, também pode ser algo pontual, que faremos uma única vez. Todos nós procrastinamos em algum nível mas, quando este comportamento se torna crônico pode afetar de forma negativa as nossas vidas, gerando ansiedade, estresse e culpa e nos impedir de realizar coisas que são importantes para nós, seja na área profissional ou pessoal.

Por que procrastinamos?

Este é comportamento revela uma dose de autossabotagem. Com frequência, procrastinadores encontram motivos externos para justificar seu modo de agir, responsabilizando outros ou situações pelas quais passa. É comum que procrastinadores tenham um discurso de vítima, no qual se colocam como alguém que não pode fazer nada a respeito da questão, que está de mãos atadas diante do que precisa ser feito quando, na verdade, superar as dificuldades e seguir adiante só depende deles. O ato de procrastinar de forma crônica, a ponto de ter prejuízos, pode ser resultado de muitas questões de caráter psicológico, nem sempre claras ou conscientes para a pessoa, como baixa autoestima, insegurança, ansiedade, desmotivação…dentre outros.

Como saber se você anda procrastinando? Responda as seguintes questões:

1) Frequentemente, me pego dizendo a mim mesmo para deixar algo para fazer no dia seguinte, mesmo não havendo nenhuma razão para isso?

2) Muitas vezes, ignoro algo que não gosto ou não quero fazer, como se a tarefa fosse desaparecer com o tempo, e depois me vejo tendo que correr quando estou em cima do prazo?

3) Vivo reclamando que me falta tempo para fazer o que preciso e que me sinto muito pressioanado com tantas tarefas?

4) Costumo estabelecer metas irreais e ser extremamente exigente e perfeccionista, o que faz com que eu nunca dê um primeiro passo, ou passos menores rumo ao meu objetivo, porque qualquer coisa que fizesse estaria muito longe do meu ideal?

5) Me sinto paralizado para decidir quando tenho algumas alternativas diferentes e liberdade de escolha?

6) Com frequência, procuro agradar os outros, evitando dizer não e colocando o que tenho para fazer em segundo plano?

7) Me enxergo como alguém  indisciplinado, desorganizado ou preguiçoso e encaro estas dificuldades como parte da minha natureza, como algo que não pode ser mudado?

8) Costumo me enganar, criando novas atividades irrelevantes para fazer, em detrimento de outras mais importantes, adiando-as.

9) Costumo dizer a mim mesmo que os resultados que venho tendo para os meus objetivos ¨são o suficiente para mim”, ou “aceitáceitáveis para alguém como eu” mesmo estando insatisfeito e incomodado?

10) Vivo dizendo a mim mesmo que “hoje mereço (descansar, celebrar, curtir…)” como desculpa para deixar algo para depois ?

 Quanto mais perguntas acima, você tiver respondendo de forma afirmativa e quanto mais frequentes na sua vida seja este tipo de situação, mais a procrastinação tem estado presente no seu dia a dia. Falarei sobre as estratégias para driblar a procrastinação em outro post. Até mais!

Compartilhar
Erika Saab
Erika Saab é Psicóloga Clínica, certificada em Personal e Professional Coaching. Atualmente, realiza atendimentos psicoterapêuticos individuais a adultos e adolescentes na abordagem Cognitiva Comportamental.Como Coach de Vida & Carreira realiza atendimentos voltados para a conquista do Bem Estar e da Qualidade de Vida, Processos de Transição de Carreira e Coaching de Autoestima e Imagem Feminina. Também é Palestrante do Projeto As Flores de Gaia - Coaching para Mulheres.



COMENTÁRIOS