Valorize quem dedica seu tempo a você, pois ele nunca será recuperado

Por Gema Coelho

Temos o mau costume de não valorizar o tempo que os outros dedicam a nós. Uma conversa, um abraço, um sorriso, um “como você está?“, um “faço isso porque sei que você gosta” ou simplesmente um gesto de acompanhamento. Existem milhões de atos diários de pessoas que nos rodeiam aos quais não damos o mínimo valor.

Não há necessidade de que todos os segundos, horas ou minutos sejam passados com os nossos familiares, amigos ou parceiro. Passar um tempo com desconhecidos também é importante, pois graças a eles o dia pode começar com um sorriso, por exemplo, porque seu “bom dia” estava cheio de alegria que nos dá aquele empurrão que precisávamos. A grandeza das pessoas está nesses detalhes minúsculos, mas de grandes efeitos e afetos.

O grande valor do tempo

“Dizem que um viajante cruzando o deserto viu um árabe pensativo sentado debaixo de uma palmeira, com seus camelos carregados. O viajante assumiu que era um comerciante de objetos de valor e que estava a caminho para vender suas joias, perfumes e tapetes em uma cidade vizinha.

Como fazia muito tempo que não falava com ninguém, ele se aproximou do comerciante pensativo e disse:

– Olá amigo, saudações! Você parece muito preocupado, posso te ajudar em alguma coisa?

-Ai! – respondeu o comerciante – Estou muito angustiado porque acabei de perder a joia mais valiosa de todas…

– Bem, tenho certeza de que perder uma joia preciosa não é um problema muito grande para você. Você tem tantas nos seus camelos, certamente não vai ser difícil substituí-la.

– Substituí-la? – exclamou o comerciante – Se fosse assim tão fácil! Você não sabe o valor da minha perda…

– Qual foi a joia que você perdeu? – perguntou o viajante.

– Uma joia como nenhuma outra, que nunca mais vai voltar a ser feita. Ela foi talhada em um pedaço de pedra da vida e preparada na oficina do tempo. Seus ornamentos eram vinte e quatro peças brilhantes, agrupadas em torno de sessenta peças menores… É impossível reproduzir outra com características semelhantes.

– Devia ser preciosa mesmo – expressou o viajante – Mas com tanto dinheiro, não dá para fazer outra igual?

A joia perdida era um dia… E um dia que se perde não volta a se encontrar…

Depois desta história, o que é um dia para você? O que significa o seu tempo? Um minuto é suficiente para deixar uma marca permanente no coração de outra pessoa, para escolher o que você quer fazer ou para desfrutar do que acontece. O importante é ter consciência do momento presente e usá-lo com as pessoas que você quer da maneira que quiser, sabendo também apreciar a dedicação dos outros a você.

Embora o dinheiro perdido possa ser recuperado, o tempo perdido não volta. Não desperdice nem passe o tempo se lamentando por não ter sabido aproveitar no momento devido. A partir de agora, aproveite e valorize o tempo como um dos bens mais preciosos que existe.

O tempo não se exige, se escolhe

Há quem não seja capaz de perceber o esforço de outras pessoas por tornar a sua rotina mais prática, dar cor aos seus dias cinzentos ou querer desfrutar da sua companhia. Há pessoas que veem como obrigação o que na realidade é uma escolha por parte dos outros. Há pessoas para quais o tempo dos outros passa despercebido, outras que o valorizam como se fosse um tesouro e, ainda, outras que exigem o tempo dos demais, como se fosse delas.

Cada um de nós é livre para escolher com quem e como quer dedicar seu tempo. Não se esqueça que os segundos, os minutos e as horas são fragmentos da nossa vida e ninguém tem o poder de decidir livremente sobre eles.

Dedicar tempo se traduz em “eu me preocupo com você”, “eu te amo“, “eu te apoio”, “adoro a sua companhia” e isso não tem preço nem um equivalente material. Porque definitivamente, dedicar seu tempo é dedicar vida.

Por isso, não devemos exigir dos outros parte do seu tempo, nem temos que mendigá-lo a quem só pensa em si mesmo. O tempo não se compra, não se troca nem se vende. Passar tempo com o outro é uma escolha que nasce do interior e permite que nos conectemos emocionalmente com os outros.

O tempo é o maior presente que existe

Valorize quem escreve para você, quem fala com você, quem te escuta, te faz um favor, te acompanha ou se lembra de você porque te ama, porque gosta de você ou porque sente a sua falta. As pessoas que te presenteiam seu tempo compreendem que esse é o maior presente que podem dar, já que saber oferecê-lo é falar a língua do coração. Agradeça a essas pessoas porque o tempo também oferece a possibilidade de forjar memórias que mais tarde irão despertar sentimentos de alegria, nostalgia e apreço.

Se você traduz os momentos que os outros passam com você para a linguagem afetiva, vai entender que existem mais mensagens de “eu te amo” e “eu me importo com você” do que você espera. Por isso,valorize ao máximo cada segundo que os outros dedicam a você, porque em grande parte estão oferecendo o maior presente que existe: parte da sua vida.

TEXTO ORIGINAL DE A MENTE É MARAVILHOSA

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS