A vida não é uma corrida. E você não é um rato.

Você é uma pessoa de muita sorte de estar vivo nesse momento. Você está presenciando um momento épico, no qual as condições e moldes de trabalho estão sendo revistos.

Na geração dos nossos pais, não existia muita opção: o caminho era estudar, ir pra faculdade, arrumar um emprego bom e ficar por lá a maior quantidade de tempo que conseguisse. Gostar ou não do trabalho nem era um questionamento plausível.

Hoje, as paredes dos escritórios e as baias começam a despencar para diversas profissões. Em diversos casos, elas já não fazem mais sentido.

Atualmente, para muita gente, não há mais porque pegar horas de trânsito todos os dias, se locomover para escritórios que em sua maioria ficam em áreas centrais, gastar com transporte, estacionamento, almoço, gasolina, e tudo inflacionado, pois há muitas pessoas fazendo as mesmas coisas nos mesmos lugares.

Há formas mais inteligentes de trabalhar, ganhar dinheiro e ter uma vida com sentido ao mesmo tempo. Com as condições de trabalho atuais, várias pessoas podem realizar suas funções de qualquer computador com acesso à internet.

Nem mesmo reuniões precisam necessariamente ser presenciais, hoje em dia, salvo algumas exceções. A internet possibilitou uma nova opção para aqueles que se sentem muito mais inspirados e produtivos quando trabalham em casa ou em qualquer outro lugar de sua escolha.

Ela veio para ser uma ferramenta poderosa para aqueles que estão insatisfeitos com seu caminho profissional e de vida, e que desejam trabalhar e viver de outra forma. Ela é a carta de alforria para milhões de pessoas que há tempos se sentiam frustrados com seus trabalhos.

As pessoas começaram a perceber que o tal Sonho Americano estava mais para pesadelo, já que esse modelo de vida capitalista estava criando cada dia mais prisões nas vidas delas. Elas começaram a perceber que tinham entrado numa corrida alucinada sem fim em busca de mais dinheiro, independente das consequências.

Não somos contra ganhar dinheiro – muito pelo contrário. Somos a favor de ganhar dinheiro, mas sem que isso signifique ter de abdicar de 80% do seu tempo, e passar a viver somente nos intervalos do expediente.

A vida é curta demais para isso. O roteiro é bem previsível: a partir do momento em que você faz faculdade, é fadado a trabalhar com aquilo pelo resto da vida. E ai de quem reclamar, já que existem mais candidatos do que vagas no mercado.

Quando consegue um emprego, tem que se manter na trilha e fazer tudo o que o chefe mandar para construir uma carreira. Depois é preciso ir subindo de cargo com o tempo, e ganhar cada dia mais dinheiro para conseguir sustentar o padrão de vida formado por todos os gastos que você é obrigado a ter quando vira um adulto.

Você compra uma casa, e ela passa a ser sua dona. É preciso consertar as goteiras no telhado, aparar a grama, pintar, arrumar as trincas, comprar móveis bonitos, colocar TV a cabo, contratar internet. Se tiver uma apartamento, além de tudo isso, ainda terá de pagar um aluguel eterno que é o condomínio.

Se tem um carro, precisa pagar seguro, gasolina, IPVA. Se vive na correria em uma cidade grande, precisa compensar todo o stress comendo nos restaurantes bacanas, ou mesmo pagando R$ 8,50 no misto quente da padaria inflacionada da esquina por falta de opções.

Comprar vira uma forma de recompensa para as frustrações. Quando o dinheiro acaba antes do planejado, o caminho então é usar o cartão de crédito como se você já possuísse aquele dinheiro, o que resulta em dívidas, que são mais prisões sem grades.

O resultado é que precisamos trabalhar cada vez mais, nos submeter a cada vez mais esforços sem sentido, para que possamos pagar e fazer mais dívidas. Instaura-se assim um looping sem fim, também conhecido como a corrida dos ratos.

Se você se reconhece em alguns desses itens, desculpe lhe informar, mas você também é mais um rato participando de uma corrida sem data pra terminar. Se você não escapar dela, ela não terá fim. Ela foi feita para não ter fim e a única forma de sair desselooping da vida moderna é reconhecer o problema e pular fora da roda antes que seja tarde ou você será consumido por ela.

E há várias maneiras de fazer isso, uma é se tornando Nômade Digital. E para entender bem como fazer isso através do nomadismo digital veja este vídeo do Eme e Jaquecriadores do site NomadesDigitais, e assim, terá uma idéia de como interromper essacorrida de rato na sua vida. 

Texto Extraído do Site NomadesDigitais

TEXTO RETIRADO DE YOGUI.CO

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS