Você é ciumenta (o)?

Por Rafaela Araújo

Existe ciúme em diferentes áreas da nossa vida, o que iremos tratar neste texto é aquele presente nos relacionamentos amorosos , aquele comumente relacionado ao amor.

É importante lembrarmos que o ciúme pode ser compreendido de forma diferente de uma cultura para outra.Para algumas pessoas ciúmes é prova de amor, pois demonstra o afeto do outro, já para outros casais ciúme lembra briga, desconfiança e pode levar ao término da relação.

Nesse texto veremos o ciúme como um comportamento,  emitido por alguém que passa a perceber que pode  estar perdendo a  importância para o outro e essa atenção está sendo destinada a uma terceira pessoa, que caracteriza seu rival. A pessoa enciumada sente que pode vir a perder  a pessoa amada  e tudo que ela lhe proporciona.

Nos momentos em que a pessoa percebe-se ameaçada ela passa a emitir comportamentos característicos de ciúme, por exemplo, impedir que o outro “contemple” uma terceira pessoa, aumentar o volume de voz, etc. A pessoa enciumada age assim afim de evitar a perda do seu amor e tudo o que ele lhe traz. Nesse momento alguns sentimentos como medo, raiva, desconfiança, angústia podem estar presentes e variam de pessoa para pessoa.

O que nem todos casais percebem é que o ciúme de um pode sim ter a causa no comportamento do outro.  Se um dos dois certa vez se comportou de modo a gerar desconfiança no outro , toda vez que esse mesmo comportamento for emitido o ciúme aparecerá .

Comportamentos ciumentos podem ter diferentes consequências , podem levar o casal a querer se esforçar para melhorar cada vez mais a relação ou podem causar sofrimento e levar ao fim do relacionamento.

Se você percebe que seu comportamento ciumento está prejudicando suas relações afetivas procure um psicólogo analista do comportamento, ele poderá lhe ajudar a identificar as causas e propor intervenções.

Espero ter ajudado….ficou com dúvidas ? Envie e-mail para rafaelacoras@hotmail.com

Compartilhar
Rafaela Araújo
Psicóloga Clínica com referencial teórico na análise do comportamento. Gestora de mídias no site e fanpage Comporte-se. Colabora e autora do site Espaço Psicologia e Família.



COMENTÁRIOS