Você tem trauma de testes?

Você sabe para quê servem os testes psicológicos? A Avaliação Psicológica consiste na aplicação de técnica e teste com objetivo de avaliar a saúde mental.

De maneira simples, os testes psicológicos são instrumentos utilizados exclusivamente pelos psicólogos. Costumo dizer que os testes psicológicos são exames para verificar a saúde mental.  Assim como os médicos realizam exames, os psicólogos realizam avaliações psicológicas. Os testes são elaborados para avaliar personalidade, atenção, raciocínio e inteligência, além de avaliar transtornos e disfunções mentais.

Dica: Após realizar uma avaliação psicológica, procure o profissional e veja os resultados do seu teste, o feedback é muito importante para o seu crescimento. Temos a tendência a não perguntar ao psicólogo os resultados dos testes realizados, fixar apenas no apto e não apto, e assim não saber o motivo de ambos.

O ideal é procurar, pois os testes trazem algumas características da personalidade escondidas.  Muitas pessoas que são avaliadas tendem a rotular o profissional como louco, “Ah! Fiz aquele teste de pauzinho, aquele que faz muito e depois conta”. Esse teste chama se Palográfico, e seu objetivo é avaliar a personalidade e a produtividade no trabalho. Assim sendo, cada um tem a sua individualidade, e será constatado individualmente. Costumo dizer na sala de teste que não adianta querer “colar”, e sim concentrar em você. O momento da realização dos testes é seu momento.

Não se auto-avalie na internet.

Compartilhar
Eanes Moreira dos Santos
Psicóloga Clínica - CRP 09/5798. Graduada pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás – PUC/GO, Especialista em Terapia de Casais e Família pela IEP/PUC-GO e Pós-graduada em Saúde da Família, pela UniversidadeFederal deGoiás - UFG.Atende em consultório particular com Psicoterapia Infantil e Casais, Avaliação Psicológica, Orientação Vocacional, além de participar dos projetos Descobrindo Crianças, Cativare e ValorizaPsie. É autora de dois Grupos de estudos, Equipe Multiprofissional em Políticas Públicas e o Terapia Pais e filhos.



COMENTÁRIOS