O Alzheimer é um tipo de demência que geralmente se manifesta depois dos 60 anos. Infelizmente, com os conhecimentos que temos atualmente, não existe cura para a doença. O seu progresso pode ser lento no início: as pessoas começam a ter dificuldade para lembrar determinadas coisas e, posteriormente, têm perdas de memória mais graves a ponto de não reconhecer os seus familiares. Neste estágio da doença, as pessoas se tornam dependentes dos outros.

Nos estágios iniciais deste transtorno algumas partes do cérebro que controlam o pensamento, a memória e a linguagem começam a ser afetados. Por isso, embora possa parecer que a doença de Alzheimer chega silenciosamente, o fato é que há certos sinais que podem revelar a sua presença, mesmo quando eles não são muito aparentes.

O risco de sofrer de Alzheimer é maior quando existem pessoas na família que tiveram esta doença.

Sinais prévios ao Alzheimer

1. O desempenho das tarefas diárias fica mais difícil

É normal que, ocasionalmente, esqueçamos as chaves dentro de casa, de pagar uma conta ou alguma outra situação cotidiana. No entanto, com as pessoas que estão começando a sofrer de Alzheimer isto acontece com muito mais frequência e, às vezes, pode envolver algum perigo.

Por exemplo, elas podem deixar o gás ligado inadvertidamente, sofrendo os riscos que isso implica. Da mesma forma, podem deixar um bolo assando no forno e esquecer de tirá-lo. Elas também podem esquecer como preparar refeições simples e até mesmo como servi-las. Ou seja, não se lembram de como organizar os pratos, os guardanapos, como colocar os talheres …

Gradualmente, a doença de Alzheimer vai provocando certas limitações que impedem o desempenho das tarefas diárias mais simples e insignificantes.

2. Os problemas para se comunicar são significativos

Em algum momento da vida já experimentamos o fenômeno que conhecemos como “está na ponta da língua”. Mas este fenômeno cotidiano, que se refere a um problema na recuperação da informação, pode ter um significado mais grave para algumas pessoas. Pode ser um sinal de que estão começando a sofrer de Alzheimer.

As pessoas que sofrem deste distúrbio têm sérias dificuldades em encontrar a palavra adequada quando estão tentando comunicar algo. Às vezes, é muito difícil completar ou dar o sentido correto para uma frase. Isso acontece porque elas não são capazes de substituir a palavra que está na “ponta da língua” por um sinônimo, ou mesmo para explicar o que eles querem dizer utilizando outras palavras.

Por causa desta doença, as pessoas com Alzheimer começam a ter sérios problemas de comunicação porque o seu vocabulário vai se reduzindo e esquecem palavras muito comuns usadas ​​no dia a dia e, sem as quais, fica difícil se expressar de uma maneira coerente e compreensível.

3. Desorientação em lugares conhecidos

Um dos sinais de alarme mais importantes que o Alzheimer apresenta é a desorientação. De repente, as pessoas se perdem quando saem nas ruas conhecidas ou no seu próprio bairro. Às vezes, podem até sofrer breves períodos de desorientação dentro da sua própria casa.

De repente, não sabem onde está o banheiro ou não reconhecem a casa onde vivem. Experimentar esse tipo de situação pode provocar episódios graves de estresse e ansiedade. Estes sinais devem ser levados em conta, por mais breves que sejam, pois podem indicar que a pessoa sofre de Alzheimer.

Com a idade podemos ter um comprometimento cognitivo leve, que muitas vezes provoca o esquecimento de algumas coisas com frequência, como consultas médicas ou onde colocamos determinado objeto. No entanto, nem todas as pessoas com comprometimento cognitivo leve terão a doença de Alzheimer.

4. Dificuldade para pensar de forma abstrata

Se deixarmos os nossos filhos com o avô ou avó e, enquanto estão tomando banho eles se esquecem completamente dos netos, pode ser um sinal de alerta da doença de Alzheimer. Um esquecimento temporário é normal, mas as pessoas com Alzheimer esquecem completamente o que estavam fazendo e têm problemas para acessar a memória quando disse lhe contamos o que aconteceu.

Isso também acontece quando estão procurando algo. As pessoas com Alzheimer perdem objetos com facilidade, porque podem colocar, por exemplo, o açúcar em um lugar inapropriado, como o forno ou a geladeira.

Dessa forma, quando vão procurá-lo no lugar correto não vão encontrá-lo e podem até mesmo ter esquecido onde o colocaram. Às vezes, também se esquecem do que estavam fazendo. Por exemplo, se estão limpando a casa e vão buscar a vassoura para varrer, no meio do caminho se esquecem de que estavam limpando e começam a fazer outra coisa.

5. Mudanças de humor muito bruscas

As pessoas com a doença de Alzheimer têm alterações de humor muito bruscas sem razão aparente. Podem começar a chorar de repente quando anteriormente estavam calmos ou podem se tornar irritados quando antes estavam sorrindo e muitos tranquilos.

Mas, além de tudo isso, uma mudança que deixa claro que a pessoa sofre desse transtorno é que elas perdem a iniciativa para fazer as coisas. O fato de esquecer o que estavam fazendo, a desorientação e as alterações de humor que experimentam as deixam esgotadas de tal forma que se cansam facilmente e se tornam muito passivas na realização de qualquer trabalho.

As pessoas com Alzheimer precisam de alguém que as motive a fazer as coisas, como sair para caminhar, conhecer outras pessoas, fazer as tarefas domésticas, tomar banho… Pois esta doença anula qualquer iniciativa.

Estes são alguns sinais de alerta que nos levam a suspeitar de uma possível demência. É necessário enfatizar que no início podem ser muito sutis, tomados como fenômenos normais que acontecem a todos nós e não levamos em conta. No entanto, com o passar do tempo eles se tornarão cada vez mais evidentes, claros e frequentes.

O diagnóstico precoce é fundamental para retardar o seu avanço, pois normalmente a doença vai se agravando com o passar do tempo. Isso permitirá que o paciente mantenha a sua independência e qualidade de vida por mais tempo.

Imagem de capa: Shutterstock/Billion Photos

TEXTO ORIGINAL DE A MENTE É MARAVILHOSA

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS