sábado, fevereiro 22, 2020

Carência afetiva: fruto de uma infância sofrida? Flávio Gikovate

A coisa não é automática. Não vale raciocinar assim: 'Passou por isso, ficou traumatizada e depois manifestou aquilo'.

Você é um dependente afetivo?

Há pessoas que se "arrepiam" só com a possibilidade de ficar dependente de alguém ou alguma coisa, passam a vida lutando contra isso, e algumas vezes tornam-se onipotentes, distantes e sós.

INDICADOS