Armadilhas no pensamento que acontecem em momentos de estresse

Título original: Como evitar reagir de forma descontrolada durante uma discussão?

Existem algumas armadilhas no pensamento que podem levar a uma reação exagerada em determinadas situações, sobretudo em épocas mais estressantes e em períodos de maior cansaço. Fernando Magalhães, psicólogo clínico no Centro Clínico e Educacional da Boavista, explica o que deve fazer para não sucumbir à pressão e tomar atitudes das quais se poderá vir posteriormente a arrepender. Estas são algumas das estratégias a adotar para evitar situações de confronto:

1. Acreditar que o outro deve compreender o nosso ponto de vista e aceitar aquilo que pensamos. «Na realidade, os outros, muitas vezes, não irão concordar porque têm uma experiência de vida diferente que já moldou a sua interpretação do mundo e vice-versa», defende o especialista.

2. Acreditar que há um padrão absolutamente correto e justo de comportamento que os outros devem cumprir. «Na realidade, o conceito de justiça é subjetivo e depende daquilo que espera ou precisa da outra pessoa», esclarece o psicólogo.

3. Acreditar que tem algum controlo sobre como a outra pessoa pensa ou se comporta ao insistir num tema e criar pressão para convencer a outra pessoa. «Na prática, as pessoas só mudam se elas quiserem, não porque nós o desejamos», sublinha Fernando Magalhães.

4. Sentir uma opinião contrária à nossa como um ataque pessoal ou uma intenção deliberada contra nós, que gera uma reação de defesa com raiva. «O melhor é não assumir conclusões acerca das intenções nem adivinhar o pensamento dos outros, pois é muito falível. Opiniões diferentes são apenas isso. É algo de neutro e inofensivo e não uma guerra contra nós», afirma ainda.

Fonte indicada: Sapo

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS