Como ter uma boa química sexual com seu parceiro, mesmo após muito tempo juntos

Por Raúl Rodríguez Cota

É comum pensar que os casais que estão juntos há muito tempo não têm tanta química sexual como quando iniciaram a sua relação. No entanto, de acordo com um estudo recente, há uma boa maneira de manter a chama do amor acesa, independentemente de quanto tempo passar. Continue lendo e saiba mais!

A atenção atrai o amor

Se você quer ter uma vida sexual satisfatória (mesmo após muitos anos de casamento), basta que você e seu parceiro tratem bem um ao outro, de acordo com um estudo publicado em julho deste ano na revista científica Journal of Personality and Social Psychology.

Ou seja, o fato de dar atenção e fazer com que o outro se sinta especial pode ajudar a manter em ambos o alto desejo sexual.

Este estudo contradiz um conceito conhecido pelos psicólogos como “paradoxo de intimidade-desejo,” que afirma que quanto mais próximas e íntimas as pessoas se sentem uma com a outra, menor seria a atração física entre elas, conforme indicou a revista Health. No entanto, este novo estudo sugere que ter muita intimidade ou confiança em alguém não é motivo para inibir o desejo sexual.

Os resultados mostraram, por exemplo, que se uma pessoa percebe que seu parceiro a valoriza e a trata bem, isso faz com que ela se sinta especial e também ajuda a ver o outro como uma pessoa valiosa para ela, o que aumenta o seu desejo sexual.

É importante ressaltar que estas reações foram observadas tanto em homens quanto em mulheres, ainda que o efeito tenha sido maior nas mulheres, também segundo a revista mencionada.

Devido a estes resultados, os pesquisadores acreditam que a intimidade não necessariamente irá inibir o desejo. Tudo depende das pessoas conseguirem fazer com que seus parceiros as vejam como muito valiosas.

Dessa forma, será possível manter acesa a chama da paixão por mais tempo.

O processo

Para obter estes resultados, foram reunidos 100 casais para uma série de três experimentos. Os participantes mantiveram um diário durante seis semanas para registrar os níveis de desejo sexual que sentiam a cada dia, assim como a percepção que tinham em relação à atenção recebida dos seus parceiros. Além disso, os participantes também relataram o quão especiais seus parceiros faziam com que se sentissem.

No primeiro experimento os voluntários foram informados de que teriam uma interação online com seus parceiros. No entanto, na realidade, eles interagiram com um assistente da pesquisa, que em alguns momentos se mostrava muito atento e em outros não.

No segundo experimento os pesquisadores deixaram que os participantes tivessem um encontro com seus parceiros cara a cara, enquanto, ao mesmo tempo, alguns juízes avaliavam seu nível de atenção e desejo sexual.

Por último, no terceiro experimento, foram analisados os mecanismos que estavam associados ao aumento do desejo e à atenção demonstrada pelo casal.

Os resultados mostram, portanto, que para ter uma vida sexual plena os membros do casal devem dar atenção um ao outro e fazer com que se sintam sempre especiais. Aparentemente, este é um dos melhores afrodisíacos que existem.

E você? Como prefere que demonstrem o quanto você tem valor?

TEXTO ORIGINAL DE Yahoo Vida e Estilo

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS