“Me senti mal com o que o meu amigo me disse, mas eu não falei nada para não chateá-lo”, “Não posso dizer ao meu companheiro que quero terminar o relacionamento para não machucá-lo”. Quantas vezes você não teve coragem de dizer o que sentia? Nos calamos por medo da reação dos outros, por medo de mostrar o que sentimos, mas no fim das contas, quem se sente mal somos nós mesmos.

Se não falamos o que pensamos, ou o que sentimos, as outras pessoas não poderão adivinhar e nos sentiremos cada vez pior. Dizer o que você sente, comentar a sua opinião, dar ideias, dizer que não, fará você se sentir dono da sua vida. Ser assertivo é reafirmar a si mesmo.

“Sempre diga o que você sente e faça o que você pensa.”-Gabriel García Márquez-

Razões para dizer o que você sente

Dizer o que pensamos pode gerar ansiedade, mas não dizer o que pensamos ou sentimos pode afetar o relacionamento com outras pessoas. Por isso, a seguir apresentamos 5 razões para você dizer o que você realmente sente.

Você se sentirá livre

Quando você expressa as suas opiniões ou sentimentos com respeito, com amor e com carinho, e coloca para fora o que preocupa ou o que incomoda, sentirá uma profunda liberação, porque não expressar as nossas emoções é um peso que carregamos dia a dia, que vai prejudicando os nossos relacionamentos com os outros sem percebermos.

Você se sentirá mais próximo das outras pessoas

Quando não há barreiras porque duas pessoas expressaram tudo o que queriam dizer, cria-se uma proximidade, uma intimidade na qual a confiança ganha força e o relacionamento melhora. Já sabemos como a outra pessoa se sente e como nós nos sentimos, e isso proporciona uma paz tremenda.

Você será você mesmo

Se você esconde o que você pensa, estará escondendo a si mesmo, criará uma muralha invisível ao seu redor e ninguém poderá ver como você realmente é. Contudo, ao expressar todos os seus sentimentos, com palavras, com olhares, com abraços, com beijos, você se sentirá mais vivo por ser você mesmo.  Você já não estará se escondendo por trás do que você não fala e poderá tirar proveito dos seus sentimentos expressos em palavras e gestos.

Se você não se mostrar como realmente é, os outros terão uma ideia equivocada sobre você, uma imagem que é só isso: imagem; não verão você e não poderão apreciar o que você realmente é e as virtudes que você tem.

“A vida não é fácil, para nenhum de nós. Mas… o que importa?!! É preciso perseverar e, especialmente, ter confiança em si mesmo.”-Marie Curie-

Você melhorará a sua comunicação

Quando você aprende a dizer não, a dizer o que você sente, a comunicação com outras pessoas passa para outro plano onde tudo é transparente e não há nada a ocultar. Um plano no qual você se sentirá muito mais confortável já que você não terá medo de expressar o que a sua mente e o seu corpo desejam.

Você alcançará a coerência

Quando não falamos o que sentimos, cria-se uma incoerência muito grande entre o que somos e o que estamos mostrando de nós mesmos. Contudo, quando aprendemos a falar, a verbalizar o que nos preocupa, alcançamos a coerência entre o nosso interior e o nosso exterior.

Como dizer o que você sente

Para dizer o que você sente, você simplesmente precisa aprender a ser assertivo. A assertividade é usada para expor a outras pessoas quais são os seus verdadeiros desejos, o que você precisa, demonstrando assim dignidade e confiança em si mesmo. Aqui vão alguns conselhos para você ser assertivo:

Substitua os seus pensamentos negativos por outros positivos

Às vezes tendemos a dizer a nós mesmos coisas muito negativas, como “Não posso”, “Não sou capaz”, “O que os outros vão pensar se eu disser o que eu quero?”, “Eles vão ficar bravos comigo.” Todos esses pensamentos afetam o que sentimos e vão construindo uma barreira entre nós e os outros. Uma barreira de palavras sem pronunciar, de sentimentos sem expressar.

Tente substituir todos esses pensamentos negativos por frases mais positivas: Eu vou tentar, e se não conseguir, tudo bem.  Terei aprendido algo! Vou dizer o que penso com relação aos outros e ser fiel a mim mesmo!

Lembre-se de que os outros não podem ler a sua mente

Embora pareça óbvio, as vezes nos chateamos e tendemos a dizer que está tudo bem, mas sentimos raiva ou frustração. Quanto mais tempo reprimirmos este sentimento, pior será para nós mesmos. Considere que os outros não têm a capacidade de ler os seus pensamentos, nem de adivinhar o que você sente; é preciso que você verbalize para que saibam o que está acontecendo.

Lembre-se do seu objetivo

Quando você se propuser a dizer o que você sente, não se desvie do seu objetivo, lembre o porquê de fazer isso, não recue e pense que você vai se sentir melhor. Além disso, na maioria das vezes o que tememos não acontece, de modo que muitas vezes nos preocupamos inutilmente.

Seja claro no que você disser e expressar

Para se comunicar adequadamente, você precisa ser claro naquilo que diz, não se complique dando voltas, comece pelo que é importante e diga-o claramente. Use as palavras que descrevam com exatidão o que você deseja. Os seus interlocutores agradecerão.

“Conheço o medo, mas a paixão me faz corajoso.”-Paulo Coelho-

Imagem de capa: Shutterstock/Anna Om

TEXTO ORIGINAL DE A MENTE É MARAVILHOSA

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil

Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.


COMENTÁRIOS