Intestino e depressão: uma questão de limpeza

Por Alice Branco

Talvez você ainda não saiba mas, o principal órgão do nosso corpo que tem a ver com a nossa saúde tanto física quanto emocional é o intestino. Recentemente o médico americano Michael D. Gershon, da Universidade de Columbia, em Nova York, confirmou que o intestino tem um sistema nervoso autônomo com uma vasta rede de 100 milhões de neurônios e neurotransmissores de montão.

Uma coisa muito interessante é que 90% de toda a serotonina que anda pelo nosso corpo é produzida lá, nos intestinos. Também é nos intestinos que nós produzimos 80% de todo o nosso potencial imunitário, para além do hormônio do crescimento.

Então, uma conclusão direta é:trate bem do seu intestino, mantenha-o trabalhando sem atravancos, alimente-se saudavelmente que você terásaúde tanto emocional quanto física.

“Uma noite mal dormida, excesso de bebida, fumo e muito açúcarpodem interferir no funcionamento do intestino, já que estes fatores modificam o PH intestinal e aceleram o envelhecimento, a falta de vitalidade e podem ainda agravar os quadros de depressão“, afirma a psicoterapeuta Adriana Splendore, que também é terapeuta ortomolecular e contou essas coisas em um artigo seu.

Sabendo disso, uma vez mais falamos aqui que você tem mesmo de cuidar de ter uma alimentação rica em água de boa qualidade e fibras orgânicas, que ajudam na limpeza do intestino, fora aportarem com vasta gama de minerais e vitaminas essenciais.

Para o artigo completo acesse: INTESTINO E DEPRESSÃO: UMA QUESTÃO DE LIMPEZA

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS