Já estou cansada de agradar aos outros

Já estou cansada de agradar aos outros. Devo admitir que por muito tempo acreditei que agradar aos outros era uma das coisas mais importantes da vida. Hoje já não acredito nisso, e mesmo que seja importante eu já não quero mais me preocupar com isso.

Compreendi que sou uma pessoa completa. Antes eu tinha medo de ser rejeitada e não aceitava a ideia de alguém não gostar de mim. Isso fez com que minha mente ficasse completamente saturada. Cheguei a um ponto em que já não havia espaço para mim mesma.

Dizer “não” me faz livreEu acreditava que caminhar pela vida fazendo o que tivesse vontade era sinônimo de ser livre. Hoje eu compreendi que há algo mais importante que isso: não fazer qualquer coisa que não se deseja. Quando você se torna capaz de negar algo a alguém, você se desprende dos desejos de outras pessoas. Seja seu chefe, um amigo ou um familiar. Em alguém momento você sentirá que está fazendo algo que não tem o menor proveito para você mesmo.
menina-na-chuva

Quem disser que os agradecimentos fazem valer a pena qualquer sacrifício não percebeu ainda que agradar aos outros é uma carga muito pesada. Aprendi que dizer “não” significa liberdade. Hoje eu vivo minha vida exatamente como eu quero. Muitas vezes isso quer dizer, por exemplo, que eu fico em casa ou saio com as pessoas muito menos do que eu acreditava que era necessário.
Hoje gosto de tomar decisões
Agradar aos outros o impede de ser independente e autônomo. No fim, você acaba fazendo o que os outros querem porque acredita que estão mais certos que você. Talvez até estejam, mas como aprender e amadurecer se não tomamos nossas próprias decisões?

Como viver, o que fazer, o que sentir, onde estar… são coisas tão básicas e tão importantes ao mesmo tempo. Compreender que o único que pode reger sua vida é você abre uma quantidade de portas infinitas.

Algumas pessoas me falaram que fiquei mais egoísta. De fato fiquei um pouco, mas isso não me incomoda. Muitos poderão dizer que isso é ruim, mas não é. Isso acontece porque ainda que eu viva de tal modo que meus valores não sejam deixados de lado, por vezes as pessoas que amo podem sair machucadas. Mas isso se dá apenas por eu não corresponder a expectativas, e não posso corresponder à vida que definiram para mim.

Não me preocupa tanto porque sei que quem se importa comigo deseja o melhor pra mim. Os outros podem simplesmente sair da minha vida. Se não queriam o melhor pra mim, provavelmente nem deveriam estar comigo.

Aprendi a pedir ajuda

Quando me cansei de agradar aos outros aprendi que tem muita gente disposta a ajudar. Algumas pessoas estiveram sempre ao meu lado, outras só quando eu pedi. Isso não quer dizer que eu importe mais para algumas pessoas do que para outras. O que acontece é que cada um tem sua vida e, por vezes, não podem me dar tanta atenção. Aprendi que os verdadeiros amigos estão aí apesar de tudo. Quando precisam de você, dizem. Quando você precisa deles, eles vêm. Antes acreditava que ninguém iria me apoiar, mas percebi que essa ideia vinha da minha insegurança. Não que hoje eu seja perfeita, mas aprendi a me amar mais e a confiar no que sinto.
Disse adeus às relações tóxicas
Quando deixei de agradar aos outros também me afastei de relações que eram destrutivas pra mim. Essas que nos ferem com palavras de propósito ou que nunca estão ao nosso lado quando precisamos. Essas pessoas me faziam sentir insegura, e não as quero mais por perto.
Hoje decidi me rodear somente de meus amigos verdadeiros. Descobri que são muito menos do que eu acreditava, mas tenho exatamente os que eu preciso. Já não estou disposta a tolerar qualquer coisa só para ser aceita. Decidi dizer adeus até mesmo para parte de minha família. Claro que esse ponto é mais complicado, mas se havia coisas que não me faziam bem, coloquei um limite e agora não há mais!

Agradar aos outros não nos leva a lugar nenhum
E você? É das pessoas que andam por ai com medo de não agradar a todos? Você vive sua vida intensamente como deseja ou vive a vida que falaram pra você viver? Se você ainda quer agradar a todos, convido-lhe a tentar viver por si só por algum tempo.

Dê-se um mês de liberdade. Afaste-se de tudo que você não gosta. Deixe de lado o que for cômodo, pare de seguir instruções e viva por você mesmo. Você descobrirá uma sensação de plenitude e nunca mais irá querer abandoná-la.

TEXTO ORIGINAL DE A MENTE É MARAVILHOSA

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS