O trabalho da Terapia Ocupacional e pessoas com Sofrimento Mental

O sofrimento mental é causado por diversas doenças psíquica e/ou emocionais que alteram o pensamento, raciocínio, memória, sentimentos e contato com a realidade, podendo ser tão incapacitante quanto outras doenças crônicas como diabetes, por exemplo. O indivíduo pode apresentar um ou vários sintomas ao mesmo tempo, ter um único surto ou várias crises ao longo da vida.

As crises tem impacto nos relacionamentos, trabalho, estudo, lazer e até mesmo nas atividades do cotidiano como cuidar da casa, fazer compras, preparar refeições, cuidar de si próprio e de outros.

Dependendo da intensidade dos sintomas, a segurança da pessoa fica comprometida, pois sua percepção do que é real e do que não é fica tão prejudicada que é necessário que outras pessoas assumam esses cuidados temporariamente.

O terapeuta ocupacional pode atuar junto às pessoas com sofrimento mental tanto durante a crise, quanto em longo prazo, prevenindo agravos e utilizando estratégias para lidar com a progressão da doença.

Os atendimentos podem ser em grupo e/ou individuais. No Brasil, especialmente no âmbito do SUS, é bastante comum a presença do terapeuta ocupacional nos serviços de saúde mental, como CAPs e residências terapêuticas. Nesse contexto, geralmente os atendimentos acontecem de maneira coletiva por meio de grupos e oficinas.

Na modalidade de atendimento individual, que pode acontecer nos serviços públicos, particulares ou em atendimento domiciliar, são treinadas habilidades específicas e usadas estratégias para a retomada de atividades cotidianas com segurança. Organização e treino do uso de medicamentos, uso de dinheiro e do transporte público para circulação na comunidade são demandas comuns desses clientes. Outra importante intervenção da Terapia Ocupacional na saúde mental é o mapeamento e vinculação á dispositivos comunitários e atividades de lazer que sejam de interesse do cliente e adequadas ás suas necessidades financeiras e de saúde. O profissional é essencial para que as pessoas com sofrimento mental possam ter acesso ao suporte adequado que favoreça a participação tendo maior qualidade de vida.

Jacqueline Ferreira

Graduada em Terapia Ocupacional pela Universidade Federal de Minas Gerais

Pós Graduanda em Saúde Pública pela Universidade do Norte do Paraná

FONTETerapia Ocupacional Domiciliar Bh
Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS