Por onde saem os bebês?

Durante a gravidez, o bebê fica dentro do útero, um órgão na barriga da mãe e durante nove meses o corpo do bebê vai se desenvolvendo. Ele fica muito bem protegido, pois fica envolvido por uma membrana chamada placenta. E fica banhado por um líquido claro, meio amarelado, chamado de líquido amniótico. O líquido amniótico ajuda a amortecer alguma pancada que a mãe possa levar na barriga, evitando assim que o bebê se machuque.

Normalmente o bebê sai pela vagina da mãe – é o que chamamos de parto. Pouco antes do parto, o bebê fica de cabeça para baixo. O corpo da mãe produz algumas substâncias que fazem o útero se contrair e isso ajuda o bebê a sair pela vagina. Essas contrações costumam ser dolorosas, mas existem algumas posições que podem ser mais confortáveis pra mãe e para o bebê.

Quando o parto normal não é possível, é realizada uma cirurgia cesariana. O médico ou a médica faz um corte na barriga da mãe, por onde tira o bebê de dentro do útero. Depois, o corte é costurado e a mãe tem que ficar em repouso até se recuperar. Com o tempo, a pele se regenera e no lugar do corte fica apenas uma cicatriz.

Logo ao nascer, uma criança não é tão limpinha e arrumadinha como os bebês de capa de revista. Ela nasce com um líquido grosso, meio amarelado e com um pouquinho de sangue no corpo que vem de vasos sanguíneos que se rompem no corpo da mulher. Mas não se assuste: esses vasos logo logo se cicatrizam.

Assim que o bebê nasce já pode respirar sozinho e pode então descansar bem confortável nos braços da mãe.

TEXTO ORIGINAL DE EBC

Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS