Existe uma palavra que, apesar de parecer inofensiva, pode desencadear discussões em grande parte dos casos. Pelo menos é o que diz o psicólogo Jeffrey Bernstein, especialista em terapia para crianças, adolescentes, casais e famílias. Ele conta que, mesmo sem querer, esse termo é usado frequentemente e, quem o pronuncia, costuma se arrepender, por acabar trazendo negatividade para a relação. Você tem algum palpite de qual seja?

O especialista diz que a palavra é: “deveria”. “Consistentemente com os dogmas da terapia cognitiva, eu acredito que a palavra ‘deveria’ gera uma dinâmica controladora e julgadora. Pensar ‘deveria’ sobre uma pessoa que você ama, ou estar do outro lado, recebendo um ‘deveria’, cria uma energia negativa e, com o tempo, pode ser tóxico para qualquer relacionamento – especialmente um amoroso”, disse ele ao Psychology Today.

Além das palavras pronunciadas que atrapalham a comunicação do casal, o psicólogo acredita que esse termo possa ser responsável por criar pensamentos tóxicos. “Se você puder substituir os seus ‘deveria’ por ‘gostaria’, muitos pensamentos tóxicos poderiam ser evitados. Tente: em vez de dizer ‘você deveria saber como eu me sinto’, diga ‘eu gostaria que você me escutasse nisso’. Em vez de ‘você não deveria trazer isso à tona’, tente ‘eu gostaria de considerar o que você está dizendo. Por favor, deixe-me pensar nisso por um tempo, antes de responder'”, explica ele. E você, concorda?

Imagem de capa: Shutterstock/Anetlanda

TEXTO ORIGINAL DE MINHA VIDA

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS