Rede Digital: Algumas implicações no real, no tempo e no amor.

Por Gisele Sodre Fernandes Vieira da Cunha

Desde os anos 90, o número de pessoas conectadas a internet tem aumentado. Cada vez mais passamos a construir a percepção da realidade pelos olhos digitais. Muitos aspectos somam-se as mudanças no comportamento humano desde sua percepção da realidade até o modo de interagir no ambiente.

Mas de qual realidade falamos?

Filósofos que defendem o materialismo propõe que o real depende da materialidade em contrapartida, UMA OUTRA CORRENTE  DE filósofos IDEALISTAS defendem que a realidade não é essencialmente matéria.

A realidade pode ser captada pela percepção, como interpretamos a realidade irá influenciar no nosso jeito de pensar e agir, isso a internet tem feito nas relações humanas.

O  que implica estar conectado o tempo todo?

Já ouviu alguém falar como o tempo está passando depressa? Isso mesmo o autor Pierre Levy  denomina de (..) “realidade ampliada, nosso ambiente físico natural é coalhado de sensores, câmeras, projetores de vídeo, módulos inteligentes, que se comunicam e estão interconectados a nosso serviço. Não estamos nos relacionando mais com um computador por meio de uma interface, e sim executamos diversas tarefas em um ambiente ‘natural ‘(..) p. 38.

A velocidade das coisas se dão de forma que não temos tempo para nos adaptar, a impressão é que tudo passa muito depressa. São muitos estímulos, informações, o fenômeno da globalização, a expansão que aconteceu de forma abrupta.

Zygmunt Bauman traz conceitos chave sobre o tema quando denomina a era pós moderna como liquida. No conceito de liquidez tudo se transforma de forma muito rápida e imprevisível. O autor destaca em sua obra Amor Liquido – sobre a fragilidade dos laços humanos conseqüências nas relações amorosas. As relações virtuais   SE CONFIGURAM DE FORMA INTENSA E RÁPIDA SEM FORMALIDADES ONDE TUDO SE INICIA E TERMINA COM UM CLICK. SENTIMENTOS como insegurança, conflitos, banalização das emoções, egocentrismo, entre outros aspectos.

Assim a internet oferece um leque de possibilidades, onde tudo pode acontecer. É comum casais buscarem a ferramenta virtual para trair seus parceiros. Neto & cols (2009) apontam que a internet exerce uma influencia na vida dos casais em vários aspectos. Um deles é a traição virtual, não há garantia que o virtual não passara a ser real. A questão do sigilo na traição virtual tem elevado o numero de cada vez mais adeptos.

Resumidamente, viver sem rede digital torna-se impossível visto que está impressa em nossa realidade. Mas, a forma como a utilizamos faz toda a diferença. Quando os aplicativos, por exemplo são a única forma de contato com o outro isso se torna um problema. A dificuldade de olhar nos olhos, reconhecer empaticamente os sentimentos do outro, também é nocivo. Perceber o mundo pelas telas virtuais e ignorar o que acontece ao seu lado é humanamente impossível conviver. Ignorar a presença de alguém vai alem da falta de educação passa a ser a desconsideração do real, pois deixar de responder um whatsapp é mais ofensivo do que não responder ao outro que está ao seu lado.

Gisele Sodre Fernandes Vieira da Cunha

CapturarPsicologa graduada pela UNIVALI 2009
Especialista em Acupuntura pelo CIEPH (2012)
Cursando pos em COGNITIVO COMPORTAMENTAL pelo ICTC
Atua na area clinica na regiao da grande Florianopolis
Compartilhar
Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.



COMENTÁRIOS