Por Redação do Psicologias do Brasil

Estar desempregado é uma das piores coisas que acontecem ao trabalhador. Não ter renda para custear seus gastos básicos aterroriza. Por isso, você vai encontrar facilmente alguém muito contente de ter encontrado um emprego. Crendo ou não que dinheiro traz felicidade,  precisamos dele para atividades biológicas essenciais como comer e beber.

Diante desse cenário, aparece outro obstáculo tão difícil de superar quanto o desemprego. São os empregadores que abusam e exploram seus empregados até a última gota de estresse, transformando  pessoas que chegaram animadas no primeiro dia de emprego em zumbis, gente que deseja tirar a própria vida a ter que enfrentar um dia de trabalho.

Abaixo estão 5 motivos para você refletir sobre como acontece o adoecimento de funcionários através do abuso de  um chefe-ditador.

1. O chefe-ditador paga pouco para você fazer tudo.

Algumas pessoas entram para o mundo dos negócios com a ganância de exercer poder sobre os outros. O desejo pelo lucro a todo custo faz um chefe-ditador não dá remunerações justas. Ele quer que você trabalhe por dois, por três, mas vai te pagar por um. Não se importa se é a exploração que faz com que seu desempenho caia, sempre quer mais e melhor. E põe toda a culpa em você. Fazendo com que se sinta não só um profissional ruim, mas também uma pessoa incapaz de qualquer atividade.

2. Chefe-ditador age como se fosse dono de seus funcionários.

Já faz mais de 100 anos que a escravidão foi abolida do Brasil e suas estruturas trabalhistas ainda não foram extintas. É uma característica de diversas relações de trabalho serem de posse, não de emprego. O Chefe-Ditador trata seus funcionários como mercadorias. Aquele que aceitar ser mais explorado é o seu preferido. Quem ameaçar qualquer tentativa de fuga, além de humilhado das mais sutis formas, também receberá o terrorismo da ameaça de desemprego. Ele sabe que você tem contas a pagar e vai te lembrar disso sempre que puder para manter o controle.

3. Para um Chefe-Ditador transtorno psicológico é falta do que fazer.

Focados em atingir metas que tornem suas vidas mais elevadas financeiramente, costumam negar todo o desenvolvimento das pesquisas científicas que falam sobre transtornos psicológicos e como estes atrapalham a funcionalidade de uma pessoa no trabalho. Tentar transmitir falsas mensagens positivas como “você é capaz de tudo.” Saiba do contrário, você não é. Um bom líder entende que assim como ele possui limitações, os seus liderados também possuem. Esteja atento para isso. Você não é capaz de suportar pressões desumanas no trabalho que nem mesmo quem te pressiona suportaria. 

4. O Chefe-Ditador quer que você estude pouco, pesquise pouco, pense pouco.

Todos os dias você faz o seu próprio trabalho. É uma atividade que passa pelas suas mãos, por tanto, há ideias que podem passar pela sua cabeça que melhorariam o desempenho da sua função, proporcionando que trabalhasse menos e gerasse melhores resultados. Mas um Chefe-Ditador pensa que precisa está acima de todos em todos os sentidos possíveis. Ele não dará espaço para que você conte a sua ideia, muito menos que seja um pesquisador de melhorias para sua função e a de seus colegas. Ele só quer tudo feito como ele mesmo mandou, mesmo essa atitude prejudicando todo o negócio.

5. Ele é um Chefe-Ditador mesmo quando não é o dono da empresa.

Nem todo dono de empresa é um Chefe-Ditador, pois trata-se de uma característica comportamental explícita de indivíduos. Por vezes, esse tipo de comportamento pode surgir de funcionários com um pouco de autoridade sobre outros funcionários. São gerentes , supervisores, coordenadores, líderes de grupos. Para se tornar uma pessoa comum num Chefe-Ditador basta dá um pouco de poder e um ambiente que incentive o autoritarismo.

A depressão, segundo o INSS, já é um dos principais fatores de afastamento do Trabalho. Um Chefe-Ditador contribui bastante no adoecimento de seus comandados pois a relação de trabalho é um dos principais campos da vida moderna. Ter um emprego satisfatório traz felicidade, saúde e disposição. É importante espalhar a ideia de que produzir um ambiente satisfatório para todos é talvez o maior investimento que se possa fazer no trabalho. Uma equipe bem treinada, satisfeita e que tem sua dignidade respeita produz melhor que funcionários adoecidos.

Se você tem um Chefe-Ditador (  ou se reconhece como um) existem psicólogos especializados em relações de trabalho que podem te ajudar a superar esse cenário. Chefe-Ditador aqui é apenas um personagem para elucidarmos algumas relações, nenhuma característica humana é eterna e todos podemos aprimorar nossas situações de vida.

E se nada der certo, existe a Justiça do Trabalho. Não se esqueça.

Imagem de capa: Shutterstock, Por Minerva Studio

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.